Notícia

Comércio do Jahu online

Jorge Wilheim morre aos 85 anos

Publicado em 15 fevereiro 2014

O arquiteto Jorge Wilheim morreu na madrugada de ontem em São Paulo. Segundo a assessoria do arquiteto, ele estava internado desde dezembro do ano passado após se envolver em um acidente de carro. Com 85 anos, Wilheim dedicou 60 anos à arquitetura e ao urbanismo da cidade sendo responsável por projetos em cartões-postais do município, como na reurbanização do vale do Anhangabaú e do Pátio do Colégio.

O enterro ocorreu às 14h30 no Cemitério Israelita, no Butantã. Wilheim era casado, deixa dois filhos e netos.

Wilheim nasceu em 1928, na cidade italiana de Trieste e aos 12 anos mudou com a família para o Brasil.

Em um de seus trabalhos mais recentes, o escritório de arquitetura dele foi responsável em prestar consultoria ao Ministério dos Esportes para o projeto urbanístico dos Jogos Olímpicos de 2016.

Da sua prancheta também saíram os projetos de muitas das referências arquitetônicas e urbanas que conhecemos, tais como: a sede do Clube Hebraica (1961), o TAIB –Teatro de Arte Israelita-Brasileiro (1961), o Serviço Social das Indústrias (Sesi) – Vila Leopoldina (1974), a sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (1975), o centro de diagnósticos do Hospital Albert Einstein (1978/85), o prédio do Jockey Clube São Paulo (1º lugar em concurso público, 1959), a Galeria Ouro Fino, o Shopping Center 3 (1961), diversas escolas profissionais para o Senac, e muitos outros.

Wilheim coordenou equipe da Fundação para Pesquisa Ambientel (Fupam), responsável pela elaboração do Plano Diretor do município de Jaú na gestão do ex-prefeito João Sanzovo Neto.

(Folhapress e Da redação)