Notícia

Estadão.com

Jorge Edwards narra história de ciúmes em A Origem do Mundo

Publicado em 24 janeiro 2014

Por Wilson Alves-Bezerra
Em 1866, um diplomata do Império Turco Otomano encomendou ao pintor realista francês Gustav Courbet uma pintura erótica. O resultado foi o obsceno quadro A Origem do Mundo: nele se vê uma mulher nua, deitada de costas numa cama, com o rosto e parte dos seios cobertos por um lençol; em primeiro plano, as coxas roliças abertas e a genitália à mostra. Conta-se que tanto o primeiro dono – o turco Khalil Bey –, quanto o último – Jacques Lacan – mantiveram o quadro velado em suas casas: Khalil o ocultou no banheiro, sob uma cortina [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.