Notícia

UFSCar -Universidade Federal de São Carlos

Jogo Contra Dengue produzido por alunos de São Carlos fica entre os três melhores jogos transformadores da América Latina

Publicado em 21 dezembro 2011

O jogo Ludo Educativo "Contra Dengue" ficou entre os três melhores jogos da América Latina que atuam na transformação social no I Games For Change, que ocorreu em São Paulo de 8 a 11 de dezembro. O jogo foi desenvolvido por quatro alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), instalado no campus São Carlos da UFSCar.

Ludo Educativo é um conjunto de jogos eletrônicos gratuitos disponibilizados neste site com o intuito de educar. Foi criado há dois anos por um aluno da Unesp de Araraquara e hoje é desenvolvido pelos estudantes do IFSP Rodrigo Bareato, Rener Baffa da Silva, Thiago Correa Camargo e Paulo Fernando Pereira.

O objetivo do jogo premiado, Contra Dengue, é eliminar os focos da doença espalhados evitando, assim, criadouros dos mosquitos transmissores da dengue, problema bastante comum no Brasil. A classificação do jogo foi na categoria Playground, que contempla jogos já desenvolvidos e em operação. Os outros jogos selecionados no evento foram o Viollin Vilan (do Brasil, para aprendizado de violino) e o El pez dourado (do Peru, que trata da temática da ecologia a partir de um peixe dourado).

A iniciativa tem apoio do Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos (CMDMC), da Fapesp, e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN) do CNPq, além da colaboração e orientação dos departamentos de Química (DQ) e Engenharia de Materiais (DEMa) da UFSCar, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP, do Departamento de Química da Unesp e parceria da empresa Aptor Games.

Além do Contra Dengue, o grupo desenvolve outros 16 jogos eletrônicos, todos gratuitos e educativos, para alunos a partir do segundo grau do Ensino Fundamental. "Agora os planos são desenvolver jogos para crianças que estão sendo alfabetizadas, além de um sobre educação no trânsito e outro para concurso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)", conta Rodrigo.

O desenvolvimento dos jogos eletrônicos tem como coordenador geral o professor Elson Longo, docente aposentado da UFSCar e professor do Departamento de Química da Unesp de Araraquara; e coordenação de computação do professor Thiago Jabur, do Departamento Computação da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Fundada em 2004, a organização sem fins lucrativos Games For Change atua em todo o mundo facilitando a criação e distribuição de jogos de impacto social que servem como ferramentas de crítica nos esforços humanitários e educacionais. Esta entidade pretende alavancar entretenimento e engajamento para o bem social. Games For Change é o maior evento da América Latina sobre o potencial benéfico dos games na educação, saúde, empreendedorismo, transformação social e cultural. "É muito gratificante receber um prêmio como este, que mostra o reconhecimento do intenso trabalho feito pelo grupo que resultou em um jogo divertido e educativo", finaliza o estudante Rodrigo Bareato.

Mais informações sobre os jogos Ludo Educativos podem ser obtidas pelo e-mail rodrigo@aptor.com.br.