Notícia

UnAN - Unesp Agência de Notícias

Jogo aborda consumo consciente de água

Publicado em 06 agosto 2014

O grupo de desenvolvimento de jogos educacionais Ludo Educativo lançou neste mês o EcoÁgua, game que tem como objetivo ensinar de maneira lúdica sobre a importância da água, recurso natural que está se esgotando com o passar dos anos.

O lançamento do jogo durante o período de maior estiagem já enfrentado nos últimos anos no estado de São Paulo é estratégico. Alexandre Rosenfeld, coordenador de desenvolvimento do grupo, explica que as crianças apresentam um importante papel de conscientização dentro de casa e, além disso, carregam a responsabilidade de formar um pensamento crítico para que a situação da água não se complique ainda mais futuramente. “As crianças podem aprender muito com jogos que ensinam boas ações, que sejam úteis e relevantes, como o consumo consciente da água”, disse.

A iniciativa do grupo Ludo Educativo resultou da parceria entre o Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiados pela FAPESP, e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN/CNPq), com participação da Universidade Estadual Paulista (Unesp), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen).

O desenvolvedor do game, Julio César Carrega, explica que em EcoÁgua o jogador é responsável por administrar um conjunto de chuveiros tendo a responsabilidade de desligá-los no momento certo, gerando economia de água e possibilitando banhar mais Koshis, personagens que precisam da ajuda do jogador para tomar banho e economizar água no game. O jogador precisa de agilidade para lidar com os registros dos chuveiros e os vapores que atrapalham sua visão, além de receber informações sobre a água e como economizá-la.

Carrega explica ainda que para o desenvolvimento do jogo o grupo utilizou uma metodologia atraente para todas as idades, a partir dos três anos. “A mecânica do game, apesar de simples, mantém o jogador atento e ocupado com os eventos do jogo, garantindo diversão e envolvimento. Além disso, dando maior enfoque às crianças, o jogo conta com gráficos simples e coloridos, aumentando a atenção e absorção de conceitos. E, por fim, temos a escolha de um tema atual, recorrente e de grande destaque”, disse.

O diretor do CDMF, professor Elson Longo, explica a importância de estabelecer a conscientização das crianças e adolescentes de uma forma lúdica. “O ludo educativo tem como objetivo educar principalmente as crianças e jovens, tornando agradável e divertida a aquisição do conhecimento. Em EcoÁgua, além do aprendizado, os jogadores tomarão conhecimento de como utilizar a água  de modo sustentável e adquirirão novos hábitos”, disse.

O jogo EcoÁgua está disponível para download em dispositivos móveis no Google Play (clique aqui para baixar). Também é possível jogar online a partir do link: http://portal.ludoeducativo.com.br/pt/play/ecoaqua. Para conhecer mais jogos produzidos pelo grupo Ludo Educativo, acesse o site http://portal.ludoeducativo.com.br.

Seca em SP
As poucas chuvas dos últimos meses foram insuficientes para repor o nível dos rios e represas do interior do estado de São Paulo, que já é considerado o mais baixo dos últimos 80 anos. Nas regiões de Sorocaba e Campinas, que têm o maior número de cidades em crise no abastecimento, as chuvas de julho atingiram apenas um quarto do volume médio do mês.

Em Nova Odessa, o fornecimento de água está sendo interrompido durante 13 horas todos os dias desde o último fim de semana. O objetivo é economizar 2,5 milhões de litros por dia para garantir o abastecimento até outubro. O principal reservatório do sistema de represas que abastece a cidade está com 10% da capacidade.

Outras cidades das regiões de Piracicaba e Campinas que também adotaram o racionamento, como Cosmópolis, São Pedro, Valinhos, Vinhedo e Cordeirópolis, também estudam formas para reduzir o consumo de água.

Informações
(16) 9 8178-2748
(16) 3351-8214
fernandavilela@liec.ufscar.br

Conheça o CDMF - https://www.facebook.com/INCTMNCMDMC

Fernanda Vilela, Assessora de Comunicação do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)