Notícia

Portal do Governo do Estado de São Paulo

João Sayad toma posse na Secretaria da Cultura

Publicado em 02 janeiro 2007

João Sayad é o novo secretário de Estado da Cultura de São Paulo. Ele tomou posse por volta das 15 horas desta terça-feira, dia 2, no Salão Nobre da Secretaria, com a presença de João Batista de Andrade, que transmitiu o cargo, após gestão de vinte meses (maio/2005 a dezembro/2006).
Em seu discurso de posse, o secretário perguntou se seria arriscado para uma pessoa que não é da área, como ele, definir tão cedo os objetivos a serem alcançados. "Penso há muito tempo sobre o assunto, recebi orientações específicas do governador José Serra e a missão não é apenas 'cultural', mas de serviço público. Falo para me comprometer e para definir foco e estratégia para todos nós que trabalharemos juntos e para o público paulista saber para onde queremos ir e como iremos".
A missão, prosseguiu Sayad, será apoiar as formas de expressão e fruição artística que estejam sufocadas pelo mercado, pela falta de acesso, pela carência de canais e distribuição das criações artísticas. "Se arte está associada ao coração, a função da secretaria é desobstruir artérias e permitir a livre circulação: expor a cultura dos oprimidos para os opressores, a arte erudita para os artistas populares, a cultura popular para os eruditos, a cultura brasileira para o resto do mundo e a do mundo para os brasileiros".
Um segundo propósito será continuar o esforço de tornar a secretaria uma organização republicana - impessoal, protegida da conjuntura política e eleitoral, com profissionais contratados corretamente e decisões baseadas no mérito, julgado por especialistas das diversas comunidades artísticas.
A longo prazo, acrescentou, a meta é transformar a Secretaria numa instituição de qualidade e reconhecimento que têm hoje a Fapesp. "Projetos analisados por especialistas, decisões tomadas por colegiado seguindo as definições de curto prazo em termos de prioridades e recursos orçamentários, entrega de recursos em tempo hábil e correto e avaliação permanente dos resultados".
Economista formado pela Universidade de São Paulo e doutor em economia pela Yale University, atualmente é professor do Departamento de Economia da Faculdade de Economia da USP. Exerceu os cargos de ministro chefe da Secretaria de Planejamento da Presidência da República, secretário da Fazenda de São Paulo (1983/1985) e secretário de Finanças da Prefeitura de São Paulo (2001/2003).
Ocupou, entre outros, os seguintes cargos: vice-presidente de Administração e Finanças do Banco Interamericano de Desenvolvimento em Washington (2004/2006), membro do Conselho de Administração da Petrobrás Energia S.A. (2003), presidente executivo e do Conselho de Administração do Banco Interamerican Express (1989/2001), secretário Executivo da Associação Nacional dos Centros de Pós Graduação em Economia (1979/1981), diretor de Cursos da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da USP (1962/1979).