Notícia

ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos

ITAL abre inscrições para seleção de três jovens pesquisadores com bolsas financiadas pela FAPESP

Publicado em 01 outubro 2018

Como parte do Plano de Desenvolvimento Institucional de Pesquisa (PDIP) financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) oferece três Bolsas Jovem Pesquisador, destinadas a doutores que possuem experiência em pesquisa e não têm vínculo empregatício. Os interessados devem se inscrever até 20 de outubro.

Os jovens pesquisadores selecionados atuarão na área de Biologia Molecular aplicada à Microbiologia de Alimentos, no Centro de Tecnologia de Carnes, e nas áreas de Química e Bioquímica de Alimentos, no Centro de Ciência e Qualidade de Alimentos (CCQA). O valor da bolsa é de R$ 8.152,20 por mês, isenta de imposto de renda.

Para Biologia Molecular aplicada à Microbiologia de Alimentos, o candidato deve ter graduação em Ciências Biológicas ou áreas correlatas, mestrado e doutorado em Biologia Funcional ou Molecular ou áreas correlatas e experiência comprovada por meio de artigos publicados em revistas internacionais. É obrigatório ainda possuir experiência em pesquisa nas áreas de Microbiologia, Genômica, Biologia Molecular ou áreas correlatas.

Para Química de Alimentos, o candidato deve possuir doutorado em Química Analítica (Ciências) ou áreas afins, e para Bioquímica de Alimentos, o candidato deve possuir doutorado em Química, Biologia Molecular, Engenharia de Alimentos, Farmácia e Bioquímica (Ciências) ou áreas afins. Em ambas as áreas, são exigidas experiência mínima de seis meses em desenvolvimento de projeto de pesquisa no Exterior e experiência comprovada em pesquisa de bioacessibilidade e biodisponibilidade de elementos metálicos em amostras de alimentos.

Na Química de Alimentos, o candidato deve ter experiência também em pesquisas com estudos de técnicas de cultivo celular, em métodos espectrométricos de análise de metais e uso de nanopartículas minerais em alimentos. Já na Bioquímica é exigida complementarmente experiência em pesquisas com estudos de técnicas de determinação de atividade biológica funcional de compostos alimentares; em métodos de eletroforese, espectrofotometria com microplacas, cromatografia e espectrometria de massa; e uso de ensaios imunoenzimáticos (ELISA), cultivo celular e ensaios da atividade biológica.