Notícia

O Imparcial (Presidente Prudente, SP)

IQ participa do maior evento de tecnologia da América Latina

Publicado em 30 julho 2003

Por Luciana Massi
Teve início ontem o 2º Salão e Fórum de Inovação Tecnológica & Tecnologias Aplicadas nas Cadeias Produtivas - BRASILTEC 2003 - que foi criado para apresentar produtos, serviços, equipamentos e processos inovadores desenvolvidos por empresas privadas, órgãos governamentais, institutos, universidades, fundações e centros de pesquisas, integrando todos os setores que produzem, utilizam e financiam tecnologia e proporcionando uma grande oportunidade para a geração de negócios e conhecimentos. A UNESP estará expondo 170 trabalhos apresentados na sua Mostra de Tecnologia, realizados por seus pesquisadores e por docentes das Faculdades de Tecnologia (FATECs). A maior parte dos trabalhos será projetada em painéis relativos a cerca de 160 pesquisas. Num espaço especialmente reservado (cerca de 90% do estande de 100m2), são expostos dez projetos selecionados por atenderem à preocupação do evento, e enfatizar tecnologias de grande impacto social, voltadas para o desenvolvimento sustentável. Entre estes, o IQ contribuiu com 3 trabalhos, sendo a unidade universitária que mais trabalhos apresentará nestes moldes. ÓPTICA O projeto do IQ que tem como responsáveis o Prof. Dr.Younes Messaddeq, Prof. Dr. Sidney J. L. Ribeiro e o Prof. Dr. Edison Pecoraro é um dos que serão expostos de maneira diferenciada. Suas pesquisas sobre Fibras Ópticas para Aplicações Avançadas, desenvolvidas pelo Laboratório de Materiais Fotônicos, visam obtenção de amplificadores ópticos para as Bandas S e S++, com o objetivo de alargar a capacidade de transmissão das redes de fibras ópticas no Brasil e no mundo. Também investigam fibras conhecidas como Photonic Crystal Fibers e Photonic Band Gap Fibers, utilizadas na transmissão de sinais de alta potência. Faz parte do grupo como professor visitante o Prof. Dr. Ygor Skripachev, que desenvolve fibras a base de sulfeto de arsênio e de sulfeto de germânio, para transmissão de sinais em 10 micrômetros (u - medida que corresponde à bilionésima parte de um metro). CERÂMICOS Os Materiais Cerâmicos também terão espaço especial no estande. As pesquisas desenvolvidas pelo Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos, cuja Área de Inovação é dirigida pelo professor José Arana Varela visam o desenvolvimento de materiais refratários, estudos de corrosão, aproveitamento de rejeitos, desenvolvimento de varistores e outros componentes eletrônicos, como filmes finos e capacitores, a caracterização de matérias-primas e insumos para a indústria de cosméticos, entre outras pesquisas. MEDICAMENTOS Kits Analíticos para Detectar a Falsificação de Medicamentos também serão expostos na Brasiltec, fruto das pesquisas desenvolvidas pelos docentes Leonardo Pezza e Helena Redigolo Pezza, sob os auspícios da Fapesp, CNPq e Fundunesp. O kit desenvolvido reúne um pequeno tubo de ensaio e dois frascos com os reagentes necessários para o teste. O teste pode ser realizado por qualquer pessoa, em qualquer região do país que indica a falsificação e/ou adulteração de medicamentos que têm como princípio ativo a dipirona, uma substância que diminui dores e combate a febre e está presente em medicamentos amplamente consumidos pela população brasileira, tais como Novalgina, Anador e Neosaldina. Segundo o professor Cláudio José da França e Silva, um dos organizadores do estande da UNESP, este evento "é da maior importância para a universidade, pois ela vai se relacionar com outras universidades, empresas e autoridades governamentais, podendo apresentar seus projetos para o público". Nesse sentido o Prof. Pezza pondera que "nesse espaço empresas e órgãos governamentais podem se interessar pelo nosso produto e permitir que o projeto que tem um forte impacto social tenha uma conseqüência efetiva para a população brasileira". O BRASILTEC 2003 está sendo realizado até o próximo dia 2 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo, com a promoção do MCT - Ministério da Ciência e Tecnologia - e realização da FINEP -Financiadora de Estudos e Projetos.