Notícia

Ipesi

IPT sedia centro de pesquisas aplicadas à inteligência artificial com foco em robôs e máquinas-ferramenta

Publicado em 06 julho 2021

Lançada no último dia 23 de junho, a plataforma Iasmin (Inteligência Artificial Soluções para Manufatura Inteligente) constitui um centro de pesquisa aplicada em Inteligência Artificial (IA) no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para evolução das indústrias no país ao padrão 4.0. A plataforma terá foco em áreas avançadas como monitoramento e controle em tempo real, digital twin, interoperabilidade e integração da cadeia, sistemas autônomos, robótica e máquinas-ferramenta, entre outras.

Segundo o diretor-presidente do IPT, Jefferson de Oliveira Gomes, o novo centro de pesquisa vai agregar 73 pesquisadores de instituições de pesquisa brasileiras e seis internacionais, e seis grandes empresas parceiras.

“A maior parte das nossas empresas é de pequeno porte; o desafio será desenvolver novos conhecimentos em IA e fazê-los chegar ao setor produtivo nacional. A produção e a demanda de valor se encontrarão neste novo centro”, afirma Oliveira Gomes. “Há mais de 300 pesquisadores ligados à IA e a políticas de transformação digital, além disso pode-se contemplar políticas públicas para formação de pessoas, legislação, regulações e análises éticas”, disse durante cerimônia de lançamento da plataforma .

Para Igor Nazareth, diretor de Relações Institucionais da Embrapii, recursos de IA deverão aumentar a produtividade e a competitividade do setor produtivo brasileiro. “Países que utilizam IA crescem, em média, 25% mais do que aqueles que não empregam a ferramenta”, lembrou. Um estudo da McKinsey apontou que a IA tem um potencial de geração de negócios da ordem de um trilhão de dólares até 2030, e é estratégia para crescimento e desenvolvimento dos países.

Dos 1.237 projetos da Embrapii desenvolvidos até hoje, 18% referem-se a IA com investimentos da ordem de 238 milhões de reaism gerando 110 pedidos de propriedade intelectual. Sinergia é estratégica para IA. “O IPT foi uma das três unidades iniciais da Embrapii, está implementando o IPT Open Experience, o Centro para a Quarta Revolução Industrial (C4IR) e, agora, a plataforma Iasmin”, completou.

O diretor Científico da Fapesp, Luiz Eugênio Mello, reafirmou o compromisso da entidade em prol das iniciativas e trabalhos em IA na plataforma Iasmin e Marcio Migon, coordenador do Comitê Gestor da Internet, lembrou que o IPT e outras cinco instituições de pesquisa foram selecionadas em edital da Fapesp na área de IA. “Ainda deverão vir mais dois novos centros. A cooperação e a integração entre eles, inclusive internacional – a exemplo do Centro Internacional para Inteligência Artificial da Unesco com sede na Eslovênia – será estratégica”.

A representante do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações no evento, Eliana Emediato, que é coordenadora geral de Transformação Digital, enfatizou áreas estratégicas selecionadas: “Os centros darão suporte à estratégia brasileira de IA lançada pelo ministério, que inclui saúde, agro, cidades inteligentes e indústria. Elas contribuirão para melhorar o ambiente de transformação digital, habilitando a indústria 4.0 no Brasil.”

Etiquetas

Iasmin IPT máquinas-ferramenta padrão 4.0 robótica