Notícia

Tamoios News

IO inicia expedição para apurar impactos da poluição global nos oceanos

Publicado em 17 junho 2019

O navio oceanográfico Alpha Crucis, do Instituto Oceanográfico (IO), da Universidade de São Paulo (USP), deixou o Porto de Santos, na manhã desta segunda(17), com uma equipe de 19 pesquisadores, para estudar os impactos da poluição global e das mudanças climáticas no Oceano Atlântico Sul. O grupo permanecerá 11 dias em alto mar e retorna no dia 28.

A pesquisa Samba integra o projeto Samoc(South Atlantic Meridional), iniciado em 2011. A expedição é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e conta com o apoio da Marinha do Brasil, da Capitania dos Portos de São Paulo e da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp, a Autoridade Portuária de Santos).

Os pesquisadores vão permanecer em alto mar num trecho do oceano entre Brasil, Argentina e Uruguai para medir correntes marítimas e temperaturas, usando telemetria, imagens de satélite, equipamentos de fundeio – são lançados no mar e recuperados no ano seguinte –, analisando os dados a mais de 4 mil metros de profundidade para avaliar a circulação profunda.

Além da circulação da água, serão observados o oxigênio, os nutrientes, propriedades química e o carbono. A obtenção destes dados no mesmo lugar permite analisar os efeitos do impacto global sobre a economia azul (que reúne as atividades relacionadas aos oceanos e a seus recursos), impactos na área costeira e atividade portuária, como a presença de ventos extremos, ressacas e aumento do nível do mar.