Notícia

A Crítica (AM)

Investimento no setor madeireiro

Publicado em 18 outubro 2009

O Centro Nacional de Pesquisas e Inovações de Madeiras da Amazônia possibilitará dobrar o aproveitamento da madeira amazônica que, inclusive, é uma das metas do Plano Amazônia Sustentável (PAS), do governo federal. A ajuda vem dos recursos de R$ 4,8 milhões, que serão usados na melhoria dos laboratórios de tecnologia da madeira e na realização de intercâmbio técnico-científico, permitindo a transferência de tecnologia. Para o coordenador do projeto, Niro Higuchi, é a chance de recuperar o tempo perdido e evitar o aumento do desmatamento.

Para entender as causas da poluição e minimizar os problemas gerados à saúde humana, já além de trabalhar a educação ! ambiental dentro do contexto ; das mudanças climáticas, foi criado o INCT Energia, Ambiente e Biodiversidade, que receberá investimentos de R$ 4,5 milhões.

Missão

Com missão semelhante está o Instituto Nacional de Serviços Ambientais da Amazônia (Senvam) que pretende transformar os serviços ambientais em fluxos monetários para ocupar o lugar da destruição da floresta. Responsável pelo projeto, o pesquisador Philip Fearnside acredita que a saída para a contenção do desmatamento está na elaboração de políticas públicas. Não menos importante é o INCT Brasil Plural - Novas Realidades Brasileiras, que promete a articulação de pesquisadores renomados do Amazonas e de Santa Catarina, principalmente na área de antropologia.

Nesse projeto está explícito a integração entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a Fapeam e o CNPq, que juntos estão investindo R$ 2,4 milhões.

Todas essas ações resultam em esforço para permitir que a floresta continue preservada e a população possa ter uma melhor qualidade de vida.

Ainda dentro dessa estratégia está a inauguração da sede da Fapeam, na próxima quarta-feira, que integra o calendário de eventos da instituição dentro da Semana Nacional de Ciência é Tecnologia. A Fapeam é a principal parceira na realização do evento, com recursos "que chegam a R$ 200 mil do montante total de R$ 380 mil que estão sendo investidos no evento. O restante dos recursos vem de outras instituições.