Notícia

Vale Paraibano

Internet aproxima eleitorado jovem do meio político e estimula interatividade

Publicado em 29 abril 2006

Por Alexandre Alves, São José dos Campos
Internet aproxima eleitorado jovem do meio político e estimula interatividade
Onda dos blogs contagia 'teens', que usam a rede mundial de computadores para se informar sobre a eleição

Os jovens estão cada vez mais usando a internet como fonte de informação sobre o mundo da política. Eles consultam a rede mundial de computadores para conhecer a biografia dos políticos, saber as propostas dos partidos e acompanhar as notícias sobre a eleição.
O fenômeno da explosão dos blogs (diários virtuais) com análise e informações sobre os bastidores do meio político estimula a discussão dos temas nacionais por meios dos fóruns.
Atualmente, de acordo com estatística da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), por volta de 11% da população brasileira tem acesso à internet, algo em torno de 20 milhões de pessoas. Os jovens representam quase 40% deste público.
Serviços de pesquisa como o Google, um dos mais usados na internet, servem como "bibliotecas" virtuais para as pesquisas dos jovens sobre a política. Também a rede de relacionamento Orkut é utilizada para a divulgação de correntes partidárias e manifestações positivas e negativas sobre a política.
Em pesquisa feita ontem no Orkut, foram encontradas 2.030 comunidades em língua portuguesa sobre os assuntos: política, voto nulo, voto consciente e sobre os partidos PT e PSDB --cujos candidatos devem disputar a Presidência da República na eleição de 1ª de outubro.
Contraponto - Para a estudante Rúbia Rosa, 16 anos, aluna do Ensino Médio em São José, a internet representa um contraponto à propaganda eleitoral veiculada pela televisão.
"Na TV, os políticos passam o que querem passar. Então, uso a internet para acompanhar o outro lado das notícias sobre os políticos. O que eles fazem e tentam esconder", diz.
Para os namorados Natália Linhares, 21 anos, e Reginaldo Cunha, 23 anos, a internet influencia na tomada de decisão dos jovens pelo voto.
O uso da rede mundial de computadores e a credibilidade que os jovens dão às informações divulgadas na internet são apontados por eles como os responsáveis por esta influência.
Inserção - Na avaliação de Márcio Magini, diretor da Faculdade de Ciência da Computação da Univap, como os jovens representam o público mais "ativo" da internet, os políticos podem conseguir uma inserção entre os jovens se souberem usar adequadamente a rede.
"A internet e suas ferramentas podem melhorar a visão do jovem em relação à política atual, pois a imagem que é passada nos meios de comunicação gera um afastamento da juventude com relação aos problemas do País, e isso com certeza terá reflexos sérios para o futuro da nação."
Magini considera a internet uma ferramenta democrática e válida para o uso político.
Em pouco tempo, Magini crê que será possível realizar uma eleição através da internet. "Existem várias maneiras de certificação e de checagem de identidade. A cada dia são criadas ferramentas de segurança para aumentar as possibilidades de uso da internet e, em pouco tempo, teremos na internet um sistema mais confiável a realização de uma eleição."
O estudante André Ledo, 16 anos, acha que a internet é o "melhor meio de informação sobre política". Segundo ele, na rede as notícias têm mais profundidade e podem ser comparadas com outras fontes de informação, diminuindo as dúvidas.