Notícia

MSN

Inteligência artificial pode facilitar a colheita de café

Publicado em 26 maio 2021

Em projeto financiado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), a startup Adroit Robotics disponibilizará uma tecnologia de inteligência artificial que pode facilitar a vida dos cafeicultores de todo o Brasil. A agtech está iniciando pesquisas com a aplicação da tecnologia Leafsense para a cultura do café.

A pesquisa terá a duração de 24 meses e visa aprimorar a tecnologia que utiliza uma combinação de sensores inteligentes e inteligência artificial para detectar o melhor momento para a colheita dos grãos. A Leafsense já é utilizada na citricultura, mas deve receber adaptações para as especificidades do café.

“Queremos possibilitar a detecção do ponto de maturação dos frutos e a presença de pragas utilizando sensores, visão computacional e softwares inteligentes, permitindo a total automatização e aplicação em escala comercial nos cafezais”, diz Plinio Thomaz Aquino Junior, diretor de pesquisa da Adroit Robotics

De acordo com a agtech, com as informações na mão o cafeicultor poderá tomar suas decisões de manejo de maneira ágil e precisa. A tecnologia também pode facilitar a configuração de maquinário para que ele possa extrair apenas os grãos maduros, importante característica nos cafés de alta qualidade.

“Hoje, o produtor colhe com informações subjetivas. A avaliação é feita visualmente por amostragem. Um funcionário ou ele próprio verifica os talhões e como estão os frutos. O risco é alto para erros”, afirma Samuel Giordano, doutor em engenharia agronômica e consultor do projeto.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais: