Notícia

Baguete

Intel financia pesquisa em criptografia pós-quântica

Publicado em 18 setembro 2015

Por Júlia Merker

A Intel e a Fapesp lançaram uma chamada para propostas que investigam a implementação de hardware em criptografia pós-quântica. O edital financiará a pesquisa acadêmica em instituições de ensino superior e de pesquisa no estado de São Paulo.

As propostas selecionadas terão financiamento de até dois anos, renováveis caso apresentem progresso e comprometimento contínuo na direção da pesquisa.

 

A criptografia pós-quântica busca o desenvolvimento de algoritmos de tempo polinomial, que servem para resolver problemas matemáticos ultra complexos que permeiam a criptografia moderna de chaves públicas.

 

Mesmo complexa, a área tem se aproximado do mercado. Há dois anos, o Google, em associação com a NASA, criou um laboratório de pesquisa chamado de Quantum A.I. Lab.

 

Para o laboratório, foi adquirido um computador quântico de D-Wave por cerca de US$ 15 milhões. O objetivo é pesquisar a solução de problemas complexos de inteligência artificial.

 

Recentemente, segundo a InfoMoney, um dos primeiros investidores do Google - Alberto Chang-Rajii - voltou sua atenção para a computação quântica. O fundador da empresa de private equity Grupo Arcano planeja investir até US$ 50 milhões na Cambridge Quantum Computing.

 

A empresa está desenvolvendo um sistema operacional para os computadores quânticos utilizando um processador simulado em um laboratório em Cambridge.

 

Segundo a Intel, apesar de já existirem linhas de pesquisa em algoritmos pós-quânticos, é necessário um trabalho adicional para entender os aspectos de sua implementação em hardware, o queserá o foco das pesquisas financiadas pela Intel e pela FAPESP.

 

A chamada está disponível no site da Fapesp.