Notícia

Universia Brasil

Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia têm edital

Publicado em 08 agosto 2008

O CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) divulgou edital para a criação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. A expectativa é instalar cerca de 60 institutos que funcionarão de forma multicêntrica, sob a coordenação de uma instituição-sede. Os recursos totais, no valor de R$ 435 milhões, serão distribuídos em três anos. Propostas em forma de projetos devem ser encaminhadas até 18 de setembro, ao CNPq.

Os projetos deverão ser apresentados por pesquisadores de reconhecida competência nacional e internacional em sua área de atuação. Cada instituto deverá ter um programa bem definido, com metas quantitativas e qualitativas. É preciso apontar também missões de pesquisa, formação de recursos humanos, transferência de conhecimento para o setor produtivo e para a sociedade, de forma a permitir avanços científicos.

Metade dos recursos será reservada para projetos em 19 áreas consideradas estratégicas pelo PACT&I 2007-2010 (Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação): biotecnologia, nanotecnologia, tecnologias da informação e comunicação, saúde, biocombustíveis, energia elétrica, fontes renováveis de energia, mudanças climáticas, segurança pública e inclusão social. O restante será utilizado para apoiar as melhores propostas de todas as áreas.

A divulgação dos resultados da seleção será em 17 de novembro, tendo início a partir de 5 de dezembro a contratação dos projetos.

Parcerias

A chamada foi publicada pelo MCT (Ministério da Ciência e Tecnologia), por intermédio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), em parceria com a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), e com as Fapesp (Fundações de amparo à pesquisa) de São Paulo, Minas Gerais e do Rio de Janeiro.

Os R$ 435 milhões são formados por recursos do MCT/CNPq/Finep (R$ 270 milhões), da Fapesp (R$ 75 milhões), Fapemig (R$ 30 milhões), Faperj (R$ 30 milhões) e outros R$ 30 milhões da Capes (para pagamento de bolsas). Para os estados do Norte, Nordeste, Centro-Oeste e o Espírito Santo serão reservados 35% dos recursos, ficando a Região Sudeste com 50% e a Sul com 15%.

Mais informações e edital no site do CNPq