Notícia

Máquinas e Metais

Instituto Fábrica do Milênio apóia a pesquisa sobre manufatura

Publicado em 01 julho 2006

Fundado em abril de 2002, o Instituto Fábrica do Milênio (www.ifm.org.br) é uma organização que atua em âmbito nacional e tem como foco a pesquisa em manufatura volta da para as necessidades nacionais da indústria. Apoiada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, a entidade agrega 600 pesquisadores distribuídos em 31 grupos de pesquisas e alocados em 20 instituições de ensino superior.
Entre universidades, estão o campus São Carlos da Universidade São Paulo (USP São Carlos), a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a Universidade Federal de Mi nas Gerais (UFMG), a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec) da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Ipen/CNEN), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Meto dista de Piracicaba (Unimep), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/ RGS) e a Sociedade Educacional de Santa Catarina (Sociesc).
Cada uma das instituições integrantes comprovou sua capacidade de integração com empresas e sua experiência de trabalho em rede de cooperação de pesquisa. E, desde então, elas já vêm desenvolvendo projetos em colaboração com reconhecido sucesso, como sub-rede de usinagem do sistema Rede Cooperativa de Pesquisas Metalmecânicas (Recope); o Núcleo de Manufatura Avançada (Numa — www.numa.org.br), que foi tema desta coluna na edição de agosto de 2004; o Centro de Informação Metalmecânica (CIMM — www. cimm.com.br), também enfocado por esta coluna na sua edição de julho de 2001; e o projeto temático apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) sobre Usinagem a Alta Velocidade.
Todas as equipes foram integradas a outras universidades com centros emergentes de pesquisa, como algumas localizadas no Nordeste do país, uma universidade no México e outras instituições dos Estados Uni dos e da Europa. A idéia dessa integração é promover a elevação do conhecimento em instituições emergentes, tendo como referência as mais tradicionais e reconhecidas no Brasil e no exterior.
Dessa forma, a missão principal do Instituto Fábrica do Milênio (IFM) consiste na proposição, no desenvolvimento e na disseminação de mecanismos para o aumento da competitividade e do conhecimento científico e tecnológico das empresas instaladas no país, através da formação de uma rede de pesquisas integradas, abordando os te mas que determinam hoje a competitividade de empresas de bens de capital.
As principais áreas nas quais o Instituto Fábrica do Milênio desenvolve seus projetos de pesquisa podem ser vistas no tópico Pesquisa (www.ifm.org.br/skinmenu_vert. php#). São elas: engenharia de ciclo de vida (oito projetos); fabricação e automação (143 projetos); gestão do desenvolvimento de produto (125 projetos); gestão de cadeias de suprimentos (22 projetos); gestão da transformação organizacional e qualidade (39 projetos); tecnologia da informação (24 projetos); e integração universidade-empresa (quatro projetos). O site do Instituto Fábrica do Milênio disponibiliza relatórios e artigos de suas pesquisas, catalogados conforme a relação dada.
A seguir, encontra-se uma amostra dos textos mais interessantes na área de manufatura e usinagem, selecionados entre várias dezenas de trabalhos disponíveis. Como os arquivos es tão no formato Adobe Acrobat (PDF), é possível mostrá-los diretamente na tela e/ou salvá-los em disco, para leitura e impressão posterior off-line:
• A influência da carga aplicada e do tamanho do grão abrasivo no desgaste de materiais (www.iorg.br/congresso/inscritos/ teste2.php?id_trabalho=375), de T V. França e outros.
• Cenário de manufatura integrada para produção de moldes e matrizes (www.ifm.org.br/ congresso/inscritos/teste2.php?id_trabalho = 439), de J. C. C. Rúbio e outros.
• Investigação dos efeitos de extremidades no sinal RIVIS de emissão acústica no processo de retificação (www.ifm.org.br/congresso inscritos/teste2. php ?id_trabalho = 708), de E. C. Bianchi e outros.
• A temperatura na interface cavaco-ferramen ta sob diferentes condições de refrigeração/ lubrificação (www.ifm. org. br/congresso/ inscritos/teste2.php?id_traba = 75), de R. B. da Silva e outros.
Aplicação de redes neurais artificiais no monitoramento de parâmetros de processo da retificação cilíndrica (www.ifm.org.br/congres so/inscritos/teste2. php?id_trabalho = 681), de E. C. Bianchi e outros.
• Modelo matemático do perfil da peça por usinagem eletroquímica (www.ifm.org.br/con gresso/inscritos/teste2 .php?id_trabalho = 432), de M. B. da Silva e outros.
• Tecnologias de melhoria da usinabilidade dos aços — uma revisão (www.ifm.org.br/congres so/inscritos/teste2 .php?id_trabalho =521), de A. R. Machado.