Notícia

Central das Notícias

Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia oferece vaga de pós-doutorado

Publicado em 15 julho 2020

Por Agência FAPESP

O Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia () oferece uma Bolsa da FAPESP de Pós-Doutorado na área de Neuromodulação e Neurotecnologias. O prazo de inscrição termina no dia 23 de julho de 2020.

O BRAINN é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão () apoiado pela FAPESP e sediado na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (FCM-Unicamp).

A vaga é destinada ao desenvolvimento de pesquisa em estudos de inovação e tecnologia voltados para a investigação e reabilitação de pacientes com doenças neurológicas. Para aprimorar a reabilitação desses pacientes, o BRAINN está investindo no desenvolvimento de novas tecnologias e na associação de terapias.

O candidato deve ter formação em fisioterapia ou áreas afins, com doutorado concluído há menos de dois anos.

Exige-se experiência no planejamento e desenvolvimento de projetos de pesquisa e habilidade para trabalhar em neuromodulação não invasiva, neurotecnologias aplicadas à reabilitação, eletromiografia e aplicação de escalas clínicas. Além disso, o candidato deve ter participado em pesquisas com pacientes neurológicos.

Os interessados devem enviar e-mail para .

Mais informações sobre a vaga em: .

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em .

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em .

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
RedePRESS