Notícia

Agência USP de Notícias

InRad-HC apresenta suas novas instalações

Publicado em 10 outubro 2008

Agência USP

Na segunda (13), às 12 horas, o Instituto de Radiologia (InRad) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina (FMUSP) da USP, recebe a alta direção do Complexo HC, autoridades do Governo e convidados para uma visita às novas instalações do Serviço de Ressonância Magnética, que foi totalmente modernizado e atualizado tecnologicamente para o atendimento ambulatorial prestado na unidade, além de contar com um equipamento de 3 tesla, para a realização de pesquisas neurológicas focadas em epilepsia.

Com as novidades, o InRad cumpre mais uma etapa do seu cronograma de expansão e modernização de suas instalações, com a entrega dessa unidade que ocupa uma área útil de 600 metros quadrados (m²), e contou com um aporte de recursos de aproximadamente R$6 milhões para as obras de adequação, infra-estrutura e atualização tecnológica dos dois equipamentos de 1,5 tesla, para atender as necessidades do atendimento prestado aos pacientes ambulatoriais do Complexo HC.

Outra conquista foi a aquisição do aparelho Philips Achieva de 3 tesla, via projeto de Cooperação Interinstitucional de Apoio a Pesquisas sobre o Cérebro (CINAPCE), que é um equipamento que reúne o que existe de mais avançado em termos de tecnologia nessa área, pois suas imagens têm maior resolução espacial, ou seja, maior relação sinal/ruído, o que garante aos estudos de ressonância magnética funcional, tratografia e espectroscopia uma maior eficácia e vantagens para realização de pesquisa de ponta, e que há um pouco mais de um mês está em fase de testes no Instituto.

O CINAPCE é um projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), cuja linha de estudo é pesquisar os avanços no diagnóstico por imagem do cérebro em epilepsia, e envolve três universidades, que receberam os aparelhos de ressonância magnética de 3 tesla – FMUSP, a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP e a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas (Unicamp), para o desenvolvimento dessas atividades, que conta com uma parceria científica com a empresa Philips.

O professor Giovanni Guido Cerri, da FMUSP, e a professora Claudia da Costa Leite, da Radiologia, coordenam esse projeto, que tem duração inicial prevista de quatro anos, e conta com o envolvimento dos departamentos da Neurologia e Psiquiatria, totalizando 12 pesquisadores principais em todo o Complexo.

Segundo os professores é a primeira vez no Brasil que um aparelho de ressonância magnética será utilizado predominantemente para pesquisa em epilepsia, beneficiando diretamente as pessoas portadoras dessa doença, melhorando sua qualidade de vida devido precisão diagnóstica, ao acompanhamento da origem dos sintomas e da evolução terapêutica, que criam oportunidades para o desenvolvimento de novos tratamentos, além de contribuir para o aumento da produtividade do serviço que terá uma parcela dos horários do aparelho RM 3T, disponibilizados para o atendimento à população.

Na oportunidade também serão apresentadas as áreas de Radioterapia e Radiologia Geral, recentemente entregues, com padrões pioneiros na adoção de inovação e incorporação de  novas tecnologias em serviço público.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Hospital das Clinicas