Notícia

Ambientebrasil

Inpe inicia estudo de nuvens quentes

Publicado em 09 março 2010

Foi iniciada na semana passada a Global Precipitation Measurement (GPM) 2010 Chuva, sob a coordenação do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Trata-se de uma campanha científica que pretende estudar a formação de gotas de chuva de "nuvens quentes", nas quais não há formação de gelo. Os trabalhos serão realizados no Maranhão, no Centro de Lançamento de Alcântara.

Os dados obtidos serão aplicados no aperfeiçoamento dos modelos de precipitação que são alimentados por informações coletadas de satélites. Os resultados também serão incorporados ao GPM.

O experimento irá até o dia 20 de março e conta com a colaboração da Agência Espacial Brasileira (AEB) e com a organização do Centro de Lançamento de Alcântara e do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial.

O GPM, ou Medidas de Precipitação Global em português, é um programa internacional coordenado pela Agência Espacial Norte-americana (Nasa) e pela Agência Espacial Japonesa (Jaxa) que busca mapear e estudar as chuvas em todo o planeta.

(Fonte: Agência Fapesp)