Notícia

Kleber Patricio Online

Inovações em governança ambiental podem tornar metrópoles da Grande SP mais sustentáveis

Publicado em 20 maio 2021

Com o crescimento constante da população mundial e os impactos crescentes das mudanças climáticas, a discussão sobre possíveis soluções ou inovações que minimizariam o impacto humano sobre o meio ambiente têm ganhado espaço no debate público. As oportunidades de inovação para a governança ambiental da macrometrópole paulista são foco de livro organizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), lançado na última quarta (19), 17h, pelo canal do Youtube do projeto MacroAmb. O livro Inovação para a Governança da Macrometrópole Paulista Face à Emergência Climática, organizado por Pedro Roberto Jacobi e Leandro Giatti, traz oito capítulos com artigos inéditos de pesquisas de pós-doutorado no âmbito do projeto Temático Fapesp Governança Ambiental da Macrometrópole Paulista Face às Mudanças Climáticas.

Dentre as temáticas abordadas, estão novas abordagens para lidar com as mudanças climáticas; a gestão de resíduos, água, energia e do território; o diálogo de culturas e saberes e a gestão e a governança da água e da energia. De acordo com o pesquisador e organizador do livro, Pedro Jacobi, uma das intenções da obra foi incentivar a produção científica por parte dos jovens pesquisadores. “Precisávamos de mais espaço para os pós-doutores vinculados ao projeto temático”, explica. Inclusive, os próprios pós-doutores do projeto assinam o prefácio do livro.

Apesar de apresentar oito artigos oriundos do andamento de pesquisas individuais, os resultados apresentados na obra dialogam entre si, analisando a o conjunto de metrópoles localizadas ao redor da Grande São Paulo, chamada macrometrópole paulista, e seus problemas de forma multidisciplinar. Cada um dos capítulos do livro é relacionado a um dos dilemas que as diferentes regiões da macrometrópole enfrentam. Os resultados, em conjunto, auxiliam na organização da gestão e governança dessa região paulista.

De acordo com os organizadores do livro, é preciso analisar os artigos de forma criteriosa, pois trazem resultados importantes para a área. “O conjunto de artigos traz como foco a importância de discutir, interdisciplinarmente, os avanços possíveis na macrometrópole para que a região se torne sustentável”, destaca Jacobi.