Notícia

Diário do Comércio (MG)

Inovação terá mais R$ 30 milhões em recursos do Estado

Publicado em 11 junho 2011

Um montante de R$ 30 milhões em recursos não reembolsáveis será destinado ao financiamento de projetos de pesquisa para o desenvolvimento de tecnologias que atendam aos interesses da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e do setor energético como um todo. Essa oportunidade será apresentada no Intercâmbio Empresarial Fumsoft (Sociedade Mineira de Software) deste mês, que acontecerá no dia 17.

A equipe do setor de Inovação da instituição explicará aos empresários os detalhes sobre o Edital Fapemig/Cemig/Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) - 11/2011 e os caminhos para a elaboração de projetos. Os participantes poderão entender melhor quais itens podem ser financiados e os requisitos para que as empresas submetam as propostas. O prazo para apresentação termina no dia 16 de agosto e os projetos devem ser executados em até 36 meses.

Para participar dessa oportunidade, as empresas podem estabelecer parceria com Entidades Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ECTIs), como a Fumsoft. A instituição também oferece orientação, consultoria técnica, capacitação para captação de recursos, gerenciamento e execução de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

O intercâmbio empresarial acontecerá no dia 17, entre 10 horas e 12 horas na Fumsoft (avenida Afonso Pena, 4.000, 3º andar, Cruzeiro, Belo Horizonte). Inscrições gratuitas pelo site www.fumsoft.org.br. Mais informações pelo telefone: (31) 3281-1324.

Fapemig - As comemorações da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Minas Gerais contam com uma forte aliada este ano. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) acaba de lançar o edital de Popularização da Ciência e Tecnologia (Edital 12/11), que contempla especialmente eventos científicos que façam parte da Semana de C&T no Estado. A iniciativa tem o objetivo de disseminar e democratizar a informação sobre a produção do conhecimento em C&T e suas implicações no dia a dia dos cidadãos, além de promover a melhoria da qualidade do ensino de ciências nas escolas.

Serão R$ 1,2 milhão em recursos para propostas que poderão concorrer em duas linhas temáticas. A primeira inclui a realização de exposições e feiras de ciência e tecnologia, palestras, entre outras atividades interativas. A segunda engloba a produção e distribuição de materiais (vídeos, cartilhas e programas radiofônicos) educativos de ciência e tecnologia, voltados especialmente para a revitalização do ensino de ciências, visando incentivar o desenvolvimento de novas metodologias.

Os eventos propostos deverão ocorrer no período de 17 a 23 de outubro de 2011 e podem abordar as diversas áreas do conhecimento, assim como o tema central da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, definido este ano como "Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos". O valor de referência para cada proposta é de no máximo R$ 60 mil. Podem concorrer ao edital propostas oriundas de instituições sediadas no Estado como museus, centros e parques de ciências, bem como entidades de ciência, tecnologia e inovação.

As propostas devem ser enviadas até 8 de agosto, por meio da plataforma eletrônica Agilfap. Dúvidas podem ser encaminhadas para e-mail ci@fapemig.br.

O objetivo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de ciência e tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude científica e a inovação. Pretende também chamar a atenção para a importância da C&T para a vida de cada um e para o desenvolvimento do país, assim como contribuir para que a população possa conhecer e discutir os resultados, a relevância e o impacto das pesquisas científicas e tecnológicas e suas aplicações. O tema deste ano foi escolhido em função da sua relevância global, atualidade e importância para a popularização brasileira.

Genética - A Sociedade Brasileira de Genética (SBG) lançou o site "Saiba mais sobre biotecnologia" (http://sbg.nucleoead.net/moodle/). Destinado ao público geral, tem conteúdo educativo e gratuito com explicação de aplicações possíveis da manipulação genética.

A iniciativa tem por objetivo demonstrar que a biotecnologia não se detém aos laboratórios de institutos de pesquisa, mas que também está presente no dia a dia das pessoas. Além de promover o estudo da genética, o portal visa à popularização da ciência.

"O conhecimento não pode ficar apenas dentro de laboratórios e publicações especializadas", disse Carlos Menck, presidente da SBG e coordenador do projeto temático respostas celulares a lesões no genoma, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O conteúdo do novo site está dividido em cinco seções: Biotecnologia, Vegetais transgênicos, Animais transgênicos, Terapia gênica e Células-tronco. Para explicar como a biotecnologia pode ser empregada nas mais variadas situações, tais como investigações criminais, testes de paternidade e clonagem, o site conta com recursos multimídia como vídeos e animações.

O serviço dispõe também de um fórum para a troca de ideias entre os visitantes e uma área que permite ao usuário descrever suas pesquisas, além de propor alterações ou inclusões em outros trabalhos.