Notícia

Anuário Telecom

Infra-estrutura de redes

Publicado em 01 setembro 2005

Uma das áreas de negócios do setor de tetecomunicações que experimentou crescimento mais expressivo foi a de serviços de infra-estrutura de redes. As empresas que integram o segmento do Anuário Telecom obtiveram faturamento líquido de US$ 196 milhões no último exercício. Além disso, os demais indicadores de saúde econômico-financeira daquelas que enviaram seus resultados para o Anuário foram bastante positivos.
A Diveo Telecomunicações foi uma das participantes do segmento que cresceu 50%, alcançando uma receita líquida total de LJS$ 62,3 milhões, dos quais metade obtida em negócios do segmento. A ampla rede de soluções oferecidas pela empresa na sua divisão de telecomunicações conta com uma infra-estrutura de sete redes metro politanas de fibras e rádio (para última milha) nas principais regiões do país, sobre a qual provê acesso dedica do à Internet (clear channel padrão em até 155 Mbps); redes privativas virtuais (VPN) —o carro-chefe da receita; interligação de sites em plataforma IP sobre ATM. Neste segundo semestre, informa o diretor nacional de vendas Luiz Gustavo Dutra, a Diveo lança o serviço de voz sobre IP (VoIP) para usuários empresariais, com terminação da rede pública, serviço até então apenas disponível para interligação de filiais.
A outra metade do faturamento da empresa é gerado pelo serviço de infra-estrutura de tecnologia da informação, que provê em seu datacenter, o maior em metragem, líder nesse segmento em faturamento e número de clientes, segundo Dutra. Ele acrescenta que 15% da receita da Diveo vêm do fornecimento da última milha para as operadoras. Outros clientes da empresa são redes varejistas, universidades e agências de publicidade — "Atendemos 15 das 20 maiores do país, que precisam de altas velocidades com alta disponibilidade do serviço", informa o executivo. A maior VPN Diveo é a que interliga garagens, lotéricas e pontos de recarga do bilhete único da Prefeitura MunicipaI de São Paulo, desde o início do seu funcionamento. Outra cita, também, o caso do cliente Sonae (rede supermercadista), que obteve uma redução da ordem de 70% de seus gastos de comunicação de voz desde que passou a ser usuária do Diveo VoIP,"Nossa carteira de telecomunicações tem mil clientes, e temos mais 200 de datacenter", afirma o diretor nacional de vendas da empresa, Luiz Gustavo. Outra estima que a Diveo terá um crescimento de 30 a 40% em 2005, graças, principalmente, à produtividade do time de vendas, que aumenta quatro vezes por vendedor.
Prestadora de serviços de comunicação convergente em banda larga para operadoras, provedores de serviços e empresas, a Iqara Telecom é o braço brasileiro de telecomunicações do grupo inglês Britsh Gas (BG), controla dor da Comgás — Companhia de Gás de São Paulo. É sua a maior rede Metro Ethernet da América Latina, em operação desde 2003, e sobre a qual oferece serviços de acesso para transmissão de voz, dados e imagem, através de soluções em SDH/PDH e Gigabit Ethernet, Em resumo, segundo o presidente Fernando Mello, a Iqara presta serviços de última milha para operadoras de telecomunicações e de conectividade para grandes empresas, na região metropolitana de São Pauto (RMSP).
A empresa não divulga números relativos aos seus negócios no país. Sobre o desempenho em 2004 (segundo ano de atividades no Brasil), Mello imita-se a informar que a Iqara atingiu as metas traçadas, cresceu 345%, investiu R$ 40 milhões na expansão da rede óptica da RMSP e chegou ao finai do período com 80 clientes, entre os quais Engeredes, Telmex, Pegasus, MetroRed, Fapesp, Optiglobe, Matrix, Nextel, Comitê Gestor da Internet, BankBoston. O executivo destaca, ainda, a interconexão dos sites da Serasa e a implementação do primeiro circuito O GigaEthernet da América Latina, para o UOL. Ainda no exercício passado, a empresa adquiriu o provedor Internet DirectNet, para expandir o seu escopo de atuação, passando também a trabalhar com acesso rádio e Wi-Max. A DirectNet atua em dez cidades, inclusive São Paulo.
O carro-chefe dos negócios Iqara, conta MelIo, é a comercialização de circuitos E-1 para interligação das centrais de comutação das operadoras aos PABX dos clientes empresariais. Com o crescimento da comunicação VoIP, observa, todos precisam de circuitos de acesso. "O tráfego de dados Ethernet na nossa rede vai ultrapassar o convencional TDM", diz. "Nossa estratégia para 2005 é consolidar o negócio e nossa posição de liderança nesse segmento, e manter uma taxa de crescimento bem acima do mercado, Esperamos aumentar em 32% as vendas de circuitos SDH e em 58% os Gigabit Ethernet", declara o executivo, acrescentando que a expansão da rede Gigabit Ethernet será uma das prioridades para os próximos anos. "Nossa perspectiva de crescimento é de no mínimo 50%", conclui. Para isso, os investimentos continuam: serão R$ 20 milhões em expansão da rede e interligação de novos edifícios, A rede Iqara fechou o ano passado com 180 quilômetros de extensão e, neste ano, deve chegar aos 200. Em 2004, a empresa ativou a conexão em cerca de 400 edifícios, o que corresponde a um potencial de aproximadamente 11 mil empresas. A meta é atingir mais 200 edifícios na capital paulista. No primeiro semestre, a empresa levou circuitos de acesso a (a) novos edifícios.