Notícia

Estadão.com

Indústria brasileira poderia fabricar parte de telescópio gigante

Publicado em 16 maio 2010

Por Herton Escobar
Beatriz Barbuy, Professora titular do Instituto de Astronomia da USP Por que o Brasil deveria entrar para o ESO? A infraestrutura disponível para a astronomia brasileira é insuficiente para a diversidade de campos de pesquisa que temos, e grande parcela da comunidade tem dificuldades para obter observações adequadas para seus estudos. A entrada no ESO, que tem grande diversidade de telescópios e instrumentos de altíssimo desempenho, cobriria as necessidades da grande maioria dos astrônomos brasileiros. Além disso, abriria-se grande [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.