Notícia

Gestão C&T

Índice criado pela Unicamp fará ranking das empresas que mais inovam

Publicado em 03 dezembro 2006

O Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) e o Instituto de Geociências (IGE), ambos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), criaram o índice Brasil de Inovação (IBI), em parceria com a revista Inovação Uniemp.
Segundo notícia divulgada pela Agência Fapesp, o objetivo é divulgar, no início de 2007, um ranking com as empresas de 22 setores da indústria de transformação que mais inovam. "Essa é uma iniciativa inédita que indicará a capacidade inovativa da indústria brasileira. É importante tanto para a própria imagem da empresa, no sentido de conquistar novos mercados, quanto para a idealização de políticas nacionais de inovação", explicou André Tosi Furtado, coordenador do trabalho e professor da Unicamp.
Ainda de acordo com a Agência Fapesp, o índice terá como base as informações sistematizadas pela Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica (Pintec), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Para participar, as empresas precisam apenas solicitar ao IBGE o questionário da Pintec já preenchido e enviá-lo à equipe do IBI. O prazo final para as empresas interessadas em participar é o próximo dia 15 de dezembro.
O índice será composto por dois indicadores: o Indicador Agregado de Esforço (IAE), que inclui gastos com produtos ou processos inovadores e investimentos em recursos humanos qualificados; e o Indicador Agregado de Resultado (IAR), que engloba as patentes depositadas e os impactos econômicos da inovação na comercialização de produtos.
"No final, teremos uma razão entre o grau de inovação da empresa frente à taxa média do setor. Esse indicador beneficiará a própria empresa, uma vez que ela conhecerá sua posição final em relação a seus principais concorrentes", ressaltou Furtado, em notícia da Agência Fapesp.