Notícia

IG

Indicador de saúde

Publicado em 21 março 2006

Agência FAPESP
Os pesquisadores que investigam o comportamento das aves sabem que a exuberância e a padronagem das cores da plumagem desses animais — que variam bastante inclusive dentro da mesma espécie — são importantes no momento do acasalamento. As fêmeas preferem os machos com cores mais marcantes.
Uma nova pesquisa, publicada na edição atual da revista Acta Zoologia, não apenas reforça essa tese como apresenta mais um dado interessante, válido especificamente para os chamados papa-mosca de colar (Ficedula albicollis), pássaros que são encontrados com freqüência na Europa.
O tamanho da característica mancha de coloração diferenciada encontrada na parte frontal da cabeça desses animais serve, aos olhos da fêmea, como um importante indicador de saúde do macho. Segundo os cientistas, as dimensões desse sinal permitem, indiretamente, saber até como anda o sistema imunológico do parceiro.
Pesquisadores da Universidade de Uppsala, na Suécia, conseguiram identificar uma relação positiva entre sistema imunológico e a marca existente na cabeça das aves. Quanto mais anticorpos presentes no sangue (contra alguns tipos de vírus, inclusive o da gripe aviária) maior é o tamanho da mancha existente na pelagem no animal.
O trabalho, desenvolvido na Suécia, também confirmou que, normalmente, os animais que escolhem seus parceiros na natureza produzem gerações mais saudáveis do que quando esse trabalho é feito pelo homem, no caso das espécies que vivem confinadas.