Notícia

Cruzeiro do Sul online

Incubadora terá recursos para inovação tecnológica

Publicado em 26 fevereiro 2007

A Incubadora Tecnológica de Empresas de Sorocaba (Intes) está entre as nove incubadoras do Estado de São Paulo beneficiadas pelo convênio firmado pelo Centro de Inovação Tecnológica (Cietec) da Universidade de São Paulo (USP), por meio da Rede de Apoio à Inovação Tecnológica nos Empreendimentos em Criação (Raitec) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

A Raitec é um acordo entre o Cietec e o grupo de incubadoras formado pela Agência de Desenvolvimento de Guarulhos (Agende), Incubadora da Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz, de Piracicaba, Incubadora Tecnológica de Sorocaba (Intes), Associação Instituto de Tecnologia de Software de São Paulo (ITS), Incubadora de Empresas de Santos (IES), Incubadora de Empresas de São Bernardo do Campo (Iesbec), Incubadora de Empresas Barão de Mauá (Iebm), Innova Santo André e Incubadora Tecnológica de Mogi das Cruzes.

Tecnologia e negócios

O convênio prevê o investimento de R$ 981 mil na realização de uma série de eventos, nos próximos 24 meses, visando fomentar a inovação tecnológica. Assim, serão realizados 5 cafés tecnológicos envolvendo empresas de 5 incubadoras, 8 participações em feiras com 10 empresas de, no mínimo, 5 incubadoras, 20 cursos para 20 empreendedores cada; 9 sistemas de acompanhamento e avaliação das empresas, 20 empresas em implantação de ISO 9001 e 10 empresas certificadas em ISO 9001.

Serão feitas, também, 200 horas de consultoria em propriedade intelectual para, no mínimo, 5 incubadoras, 10 patentes e 10 marcas serão requeridas, 10 softwares serão registrados, 6 oficinas e 30 consultorias serão aplicadas para a captação de recursos, objetivando a inovação tecnológica, além de 50 planos de negócios de alunos/pesquisadores e 20 empresas preparadas para negociar com investidores.

O coordenador da Intes, Silas Santos, considera que esta é uma oportunidade ímpar da incubadora iniciar uma troca mais efetiva de experiência com outras incubadoras de base tecnológica, como o Cietec, da USP, o maior centro incubador de empresas da América Latina. "As incubadoras atuarão como rede na busca de soluções para as necessidades das empresas incubadas, gerando massa crítica para ações integradas", destaca.

Além disso, o fato da Intes participar de chamadas para viabilizar recursos não reembolsáveis, gera estímulo para que as empresas inovadoras também possam direcionar suas ações e utilizem essas ferramentas. E cita como exemplo desse novo tempo para a Intes, a realização da Oficina para Captação de Recursos do Programa PIPE da Fapesp, marcada para o dia 28 de fevereiro, das 14h às 18h, no Ciesp/Sorocaba, e aberto à toda comunidade empresarial e universitária. "É a Intes atuando como fomentadora do desenvolvimento tecnológico local e regional", salienta o coordenador.