Notícia

DCI

Incubadora de Santos formará seis empresas

Publicado em 31 outubro 2006

A Incubadora de Empresas de Santos comemora quatro anos de atividade, totalizando dez empresas incubadas, sendo que seis delas concluem hoje o período de incubação, que varia de dois a três anos, para ganhar o mercado. A incubadora ainda conta com outros nove projetos em processo de incubação. "As empresas que iniciaram seus projetos na incubadora já enfrentam com sucesso a realidade do mercado", afirmou Santiago Gonzalez Carballo, coordenador da incubadora.
Das seis a serem graduadas, a indústria de recapagem Camelback desenvolve a vulcanização a partir de softwares que garantem as características da borracha para pneus. Essa empresa teve um período de 4 anos de incubação. Ainda em fase de testes, o produto deverá ser lançado no início de 2007, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que financia a pesquisa.
"Para competir no mercado, precisamos ter a resposta de como o produto se comporta nos ensaios do protótipo", afirmou José Pedro Souza, gerente da empresa. "Apenas conseguimos recursos para a pesquisa por se tratar de um produto inédito e competitivo em relação a seu incremento tecnológico".
Outra empresa graduada é a Garimpar, empresa de tecnologia de ponta única no Brasil com programa de busca (Search Provider), que acaba de conquistar uma importante concorrência com os sites Yahoo e Google.

Já operando no mercado
Os empreendimentos incubados variam quanto às atividades, mas a maioria desenvolve um empreendimento ligado à tecnologia, como as áreas de softwares, eletrônica e automação.
Empresa graduada na Incubadora de Santos, a Technolog desenvolve soluções de softwares que já conquistaram clientes corporativos com sistemas de gerenciamento portuário para o mercado de logística.
"Por sermos uma pequena empresa, tínhamos dificuldade de passar credibilidade ao mercado corporativo, formado por médias e grandes empresas", explicou Anderson Brazão, gerente da Technolog.
Para isso, ele ressaltou o papel da incubadora para a formação empreendedora em questões administrativas e de gestão da empresa.
A Technolog já busca avançar no mercado de segurança eletrônica com um novo modelo de monitoramento on-line, que permite rastreamento de veículos em cadeias logísticas, estacionamentos, perímetros urbanos e auto-estradas, sem a necessidade de uso de GPS, por exemplo.
A KBR TEC, especializada em soluções para portais corporativos e websites com alto valor agregado, por exemplo, está fora da Incubadora de Santos pouco mais de seis meses, e já inclui em seu portfólio trabalhos para grandes empresas, como a Oboré Projetos Especiais, Porto de Santos, Grupo A Tribuna, Indaiá Logística Internacional, entre outros. Atualmente, está trabalhando em um projeto da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais (ABM) para o desenvolvendo de um sistema web que formará a maior base de dados dos setores de siderurgia e metalurgia do Brasil, concentrando informações de todos os Laboratórios e Centros de Pesquisa nos temas em um Portal Tecnológico.
"São empreendedores que buscaram apoio para viabilizar seus projetos e hoje estão bem inseridos no mercado porque viram na incubadora um caminho para conseguir condições para crescer. Queremos repetir estas boas experiências com outros projetos", completou Carballo.
Ele ressaltou que aconselha os empreendedores a ampliar seus negócios além da região da Baixada Santista. "Se o empresário mirar seus negócios apenas no público-alvo da região, não haverá perspectiva de sucesso. O ideal é criar a empresa aqui na região, mas atuar em qualquer lugar, inclusive na capital, e até exportar".

Reconhecimento
A Incubadora de Empresas de Santos recebeu em Salvador, no mês de agosto o Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador 2006. A premiação foi concedida pela Associação das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores — Anprotec, entidade que engloba todas as Incubadoras e Parques Tecnológicos do Brasil. A Incubadora de Santos concorreu com outras 50 como a Melhor Incubadora do ano no Desenvolvimento de Produtos Intensivos em Tecnologia da Região Sudeste.