Notícia

Cliente SA online

Incentivo à pesquisa

Publicado em 31 agosto 2009

A Serasa Experian lança programa de incentivo à pesquisa aplicada, nas áreas de crédito, marketing e Tecnologia da Informação, extensivo a acadêmicos em nível de Mestrado e Doutorado de todas as universidades brasileiras. O lançamento do programa será no dia 4 de setembro, com palestra de Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

De acordo com Francisco Valim, presidente da Serasa Experian, a empresa tem tradição em parceria com universidades para geração, disseminação e compartilhamento do conhecimento. "O programa agora, tal como está estruturado, visa a ampliar essa oportunidade para todas as instituições de ensino superior bem como em novas áreas do conhecimento, na medida em que a própria empresa também ampliou fortemente a atividade em todo o ciclo de negócios", declara o executivo.

O prazo de chamada de projetos vai de 4 de setembro a 6 de novembro de 2009, e o desenvolvimento das pesquisas se inicia em 10 de dezembro, data que marca também o início do cronograma de desembolso a pesquisadores e orientadores. As bolsas de Mestrado serão de R$ 1.500,00 mensais, pelo período de 12 meses para o pesquisador e R$ 600,00 mensais para remuneração do professor-orientador. A de Doutorado será de R$ 2.000,00 e R$ 800,00 mensais para pesquisador e orientador, respectivamente, pelo período de 12 meses.

A captação e a seleção dos projetos serão feitas por meio de uma ferramenta da Fundep - Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa, parceira do programa, juntamente com a Universia, rede ibero-americana de colaboração universitária, que fará a divulgação nas instituições de ensino superior. As propostas selecionadas serão publicadas no site da Serasa Experian, no canal Pesquisas Aplicadas, em 19 de novembro. O repasse dos recursos aos pesquisadores e orientadores também será feito por meio de contrato de concessão de bolsa com a Fundep.

Os temas para pesquisa na área de crédito são: crédito e cobrança para pessoa física; demanda e oferta por crédito nas cadeias produtivas; elasticidade do preço; fundamentos do crédito; influência das práticas de crédito no resultado e na performance das empresas; instituições financeiras; internet text mining; impacto da adoção de produtos de alto valor agregado providos por bureaus de crédito na performance das empresas; melhores práticas de gestão de risco e marketing; microfinanças; modelos de mensuração e gestão de portfólios; prevenção a fraude; seleção adversa; utilização de meios eletrônicos com comprovação legal para comunicação oficial.

Na área de Marketing, para os objetivos do programa, os temas são: dados; e-mail marketing; futuro do marketing no Brasil; gestão de clientes; marketing direto real-time; prospecção de clientes; redes sociais; e telemarketing. Em TI, os temas de projetos devem ser relacionados a aplicações móbile; certificação digital; desenvolvimento de sistemas; engenharia de software; mainframe; segurança da informação (identificação/ autenticação); Service Oriented Architecture (SOA), e software como serviço e Cloud Computing.

Feira de Negócios