Notícia

Diário do Nordeste

Inace fará barco oceanográfico

Publicado em 12 agosto 2011

Será realizada hoje, às 16h, nas instalações da Indústria Naval do Ceará (Inace), a cerimônia de batimento de quilha do primeiro barco oceanográfico genuinamente brasileiro. O evento tradicional marca o início de construção do empreendimento. A embarcação pertence ao Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP), financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), por meio do Programa Equipamentos Multiusuários (UMU). O custo total do financiamento é de R$ 4 milhões.

O barco terá 25 metros de comprimento e poderá transportar até 20 alunos e dois professores. A obra deverá ser entregue em junho de 2012.

Economia

Segundo Arthur Doering, engenheiro naval do Inace, a pesquisa em Oceanografia está em uma fase bastante crescente no Brasil. A exploração do Pré-sal e o potencial pesqueiro trazem a pesquisa à pauta de discussões. "

A existência de uma embarcação destinada exclusivamente à pesquisa científica traz grandes benefícios e contenção de custos. Segundo o engenheiro, os barcos utilizados atualmente são importados, comprados já em uso, ou adaptados para a finalidade.

"Nós estamos desenvolvendo esse tipo de conhecimento no Brasil, a concepção voltada para a Oceanografia. Esse barco vai poder responder melhor às necessidades e vai trazer economia para a pesquisa por ser mais adequado a esse trabalho", afirma Arthur Doering.