Notícia

Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

ILP PROMOVE MAIS UM ENCONTRO DO CICLO DE CIÊNCIA E INOVAÇÃO, EM PARCERIA COM A FAPESP

Publicado em 01 outubro 2021

Na última segunda-feira, 27 de setembro, o Instituto do Legislativo Paulista (ILP) realizou mais um evento em parceria com a FAPESP, colaboração essa que visa a realização de encontros de divulgação científica dirigidos à sociedade e aos gestores públicos.

Nesta última conferência, a temática selecionada fora intitulada como "A Ciência e o Autismo" e contou com as exposições de Maria Rita Passos Bueno, Patrícia Cristina Baleeiro Beltrão-Braga, Cristiane Silvestre de Paula e Rinaldo Voltolini. Os quatro nomes figuram como estudiosos dedicados a compreender, segundo diferentes perspectivas e abordagens, o Transtorno do Espectro Autista (TEA), que atinge 1 a cada 160 crianças no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde.

Conforme podemos ler no Dicionário de Conceitos Políticos do ILP, a cidadania, que implica em direitos e deveres, é entendida hoje como uma condição definida pelo modo de pertencimento dos indivíduos a uma comunidade política e que pressupõe a adesão dos então cidadãos aos seus valores coletivos. Deste modo, a inclusão se destaca veementemente na construção de uma sociedade que respeita a cidadania ao buscar combater a segregação e o preconceito, sendo a abordagem ocorrida no evento em questão um grande exemplo de tal.

Após breve abertura e apresentação do evento por Karina do Carmo, diretora-presidente do ILP, Roberto Morais, deputado estadual em São Paulo, e Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente da FAPESP, foi transmitido um vídeo explicativo sobre a atuação da então Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo, entidade criada por iniciativa da ALESP. Ao término da exibição, cada colaborador convidado expôs suas considerações e seus trabalhos na pesquisa genética e na área da educação.

A primeira palestra foi feita por Maria Rita, que pautou sua apresentação na genética do autismo, explicando, por exemplo, as diferentes variantes dessa síndrome, que se classificam entre as de grande, de médio e de pequeno efeito. Passada a palavra, Patrícia Cristina foi a segunda pesquisadora a expor suas considerações e tratou dos métodos de pesquisa referentes às investigações de doenças que afetam o cérebro, ressaltando a importância do manejo e da aplicação das células-tronco nesses estudos. Cristiane Silvestre, na sequência, conduziu sua palestra abordando as ferramentas da educação para um maior aprendizado de crianças autistas, deixando explícito que a atenção, sendo a falta dessa um dos principais sintomas do transtorno, é um dos fatores centrais relacionados à aprendizagem. Por último, o professor Rinaldo Voltolini teve seu tempo de explanação, também relacionando suas considerações à educação, voltado à perspectiva da inclusão e da formação de professores.

O endereço para acessar o evento na íntegra, no canal do ILP no Youtube, é:

https://youtu.be/yuvZlYGAFNQ

O Dicionário de Conceitos Políticos do ILP pode ser acessado no endereço:

https://www.al.sp.gov.br/repositorio/bibliotecaDigital/24369_arquivo.pdf