Notícia

Computerworld Brasil online

IBM firma acordo com Fapesp para pesquisa em AI

Publicado em 12 fevereiro 2019

Avançar em tecnologias emergentes de maneira geral exigirá esforços mais que redobrados, principalmente daqueles que decidirem por voo solo. Num mundo em rede, a colaboração, inclusive em pesquisas estratégicas, será fundamental para avançar em modelos e disseminação de uso de tecnologias como inteligência artificial (AI), entendendo isso, a IBM investe para construir uma rede de colaboração de pesquisa nessa frente.

A AI Horizons Network, criada em 2016, que iniciou com o MIT e um centro na Índia, chega agora ao Brasil por meio de uma aliança com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), para construção de um Centro de Pesquisa em Engenharia em Inteligência Artificial.

Como explicou o diretor de pesquisa e desenvolvimento da IBM Brasil, Ulisses Mello, o centro focará pesquisas em recursos naturais, agronegócio, finanças, saúde e meio ambiente. A ideia é que sejam investidos pelo menos US$ 10 milhões em dez anos, sendo o primeiro aporte de US$ 5 milhões da IBM e US$ 5 milhões da Fapesp, que fará um chamamento para definir qual universidade abrigará o centro.

Ampliar as fronteiras de AI é um dos desafios e hoje somos maior corporação privada de pesquisa no mundo, mas não dá pra avançar de maneira solitária, construção de ecossistemas de pesquisa será inevitável. E temos um anúncio nesse sentido com a Fapesp. Após esse chamamento e definição, outros US$ 10 milhões serão aportados pela universidade ou consórcio de universidade escolhido, mas o montante não será em dinheiro, e sim por meio de ativos como professores, pesquisadores e a própria sede.

Como lembrou Mello, muito da pesquisa atual da companhia já vai em direção à AI, sobretudo, para provar usos específicos, na área visual, para reconhecimento facial, por exemplo, a plataforma da big blue já tem desempenho sobre-humano e tem sido aplicada em diversas frentes no Brasil. “E queremos avançar ainda mais com esse tipo de iniciativa com a Fapesp, reunindo as melhores mentes.” Universidades interessadas em participar do chamamento deverão fazê-lo por meio do até o dia 15 de abril.

As propostas deverão contemplar áreas diversas como: algoritmos de inteligência artificial, AI para aplicações industriais, representação profunda de raciocínio e conhecimento, além de aceleração do desenvolvimento desse tipo de tecnologia em língua portuguesa e o chamado IA do Bem, com foco em soluções com impacto social.

*O jornalista viajou a San Francisco a convite da IBM