Notícia

CaféPoint

IAC abre inscrição para Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical

Publicado em 10 setembro 2021

O Instituto Agronômico de Campinas (IAC) abriu inscrições para o curso de Mestrado "strictu sensu" de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical IAC, de 11 de outubro até 12 de novembro de 2021. A inscrição pode ser feita neste link. A divulgação dos aprovados e orientadores será feita até o dia 17 de dezembro no site do IAC, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O curso é gratuito e tem duração de dois anos. As aulas terão início no primeiro semestre de 2022.

Os interessados podem consultar a relação da documentação exigida e todas as informações sobre o processo seletivo no site do IAC. É possível verificar também as literaturas recomendadas para as áreas de concentração do curso, que são Gestão de Recursos Agroambientais, Genética, Melhoramento Vegetal e Biotecnologia e Tecnologia da Produção Agrícola. Podem se candidatar engenheiros agrônomos, engenheiros agrícolas, biólogos e outros profissionais com diplomas universitários interessados em desenvolver atividades na área agronômica.

A coordenadora da Pós-Graduação do IAC, Aline Renée Coscione, ressalta a excelência dos cursos de mestrado e doutorado da PG-IAC, que é referendada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Ao todo, 30 pesquisadores ministram aulas no curso e atuam como orientadores. "Dependendo do desempenho dos candidatos, o orientador seleciona mais de um mestrando", comenta a coordenadora.

O curso de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical do IAC tem como objetivo a formação de pesquisadores, docentes e profissionais especializados em programas de mestrado e doutorado. "A Pós-Graduação do IAC busca oferecer formação voltada para a pesquisa aplicada, com geração de tecnologia específica para cada cultura ou para cada linha de pesquisa no universo da agricultura tropical e subtropical", diz Aline, pesquisadora do IAC, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA).

Desde a criação do mestrado, em 1999, já foram defendidas cerca de 500 dissertações. Os egressos da PG-IAC estão em empresas de destaque no cenário do agro nacional e também em outras instituições de pesquisa e ensino brasileiras. O curso de doutorado no IAC teve início em 2009, somando 86 teses defendidas.

Alunos da PG-IAC contam com bolsas de estudos junto a financiadoras como CAPES, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e iniciativa privada.