Notícia

Estadão.com

HU estuda a estimulação cerebral no tratamento da depressão

Publicado em 19 julho 2010

SÃO PAULO - O Centro de Pesquisas Clínicas do Hospital Universitário (HU) da USP vai analisar 120 pessoas com depressão moderada, grave e muito grave. Os interessados devem ter idade entre 18 e 65 anos, ser portador de depressão sintomática e podem estar usando antidepressivos atualmente. Um dos objetivos da pesquisa é mostrar que o tratamento de estimulação cerebral funciona tão bem quanto o antidepressivo. "Podemos esperar que, no futuro, a estimulação transcraniana seja oferecida para aquelas pessoas que não toleram os [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.