Notícia

Folha de S. Paulo

Houve excesso de otimismo com o DNA, diz líder do Projeto Genoma

Publicado em 24 maio 2014

Por Marcelo Leite
O médico Francis S. Collins, 64, tornou-se uma celebridade em 26 de junho de 2000, quando anunciou, ao lado do presidente Bill Clinton, a decifração do genoma humano. Hoje ele dirige os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, que investem US$ 30,1 bilhões ao ano em pesquisa biomédica. Em visita ao Brasil para um congresso de biologia molecular em Foz do Iguaçu e para anunciar um acordo com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), Collins admite que houve exagero no otimismo com a revolução que o DNA levaria [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.