Notícia

Gazeta Mercantil

Hospital do Câncer busca verbas

Publicado em 01 outubro 2001

Por Esteia Viana - de São Paulo
O Hospital do Câncer de São Paulo deu o primeiro passo para arrecadar fundos para terminar a construção do maior centro de tratamento de câncer pediátrico da América Latina. A partir das 21h, no Restaurante Tanger, na Vila Madalena, a instituição promove leilão beneficente com 30 obras do fotógrafo Jorge Araújo, a lance mínimo de R$ 1 mil. Outros eventos serão promovidos para levantar os R$ 2 milhões necessários para adquirir software e hardware. O centro já recebeu investimento de R$ 10 milhões, principalmente do Grupo Votorantim. Parte dos equipamentos foi fornecida pelo Programa de Modernização Gerencial e de Reequipamento Hospitalar do Ministério dá Saúde. O Projeto Centros de Pesquisa Informação e Difusão (Cepid), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), também contribuiu para a compra da aparelhagem de imagem, laboratório e radioterapia, que trará maior precisão no combate a tumores e na preservação de tecidos sadios. A tecnologia vai estar disponível para adultos e crianças, embora estas sejam as principais beneficiadas. De acordo com a diretora da pediatria, Beatriz Camargo, crianças têm órgãos e tecidos em desenvolvimento, e a radioterapia pode deixar marcas irreversíveis. "Os novos sistemas produzem menos efeitos colaterais, uma vez que os feixes de radiação atingem mais o alvo e menos as áreas sadias ao seu redor", diz o diretor da radioterapia, João Victor Salvajoli. Segundo ele, os equipamentos aumentam a capacidade de atendimento. Ele estima crescimento de 50% sobre os 2 mil casos de radioterapia atendidos anualmente. Não bastam, porém, os recursos. A combinação da tecnologia com a experiência dos profissionais fará a diferença, diz Salvajoli. O projeto reúne esforços dos departamentos de pediatria e radioterapia e da Rede Feminina de Combate ao Câncer. A equipe terá à frente especialistas em cirurgia pediátrica, neurooncologia, Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), endocrinologia, nefrologia e odontologia. Além de inovações no tratamento, outros tipos de tratamento serão possíveis, como radioterapia conformada, radioterapia intra-operatória (aplicações de radiação no corpo do paciente), radiocirurgia (tratamento de tumores do sistema nervoso central com uma só dose de radiação) e irradiação de corpo total, indicada para transplantes de medula. O departamento de pediatria do Hospital do Câncer é o primeiro no País especializado em tratamento de crianças com tumores. Criado em 1964 por Alois Bianchi, é a principal referência nacional da área, com índice médio de cura de 73%. Realiza 14,4 mil atendimentos por ano, numa abordagem multidisciplinar, que prioriza a criança, não a doença. *do Panorama Setorial LEILÃO BENEFICENTE Restaurante Tanger Rua Fratique Coutinho, 1.664 Vila Madalena 1° de outubro, às 21h Inscrições: 3097-9626 - Tel.: 3037-7223