Notícia

Esteta

Herbário da Unesp é credenciado como fiel depositário

Publicado em 18 novembro 2015

Na edição do Diário Oficial da União do dia 7 de outubro, foi publicada Resolução do Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN), que credencia o Herbário “Irina Delanova Gemtchüjnicov” (BOTU), localizado no Jardim Botânico do Instituto de Biociências (IB) da Unesp, câmpus de Botucatu,  como fiel depositário de amostras de componentes do patrimônio genético.

Segundo a coordenadora científica do Herbário BOTU, Silvia Rodrigues Machado, professora do Departamento de Botânica do IB, com o credenciamento, o Herbário se adéqua à Convenção da Diversidade Biológica e essa conquista proporcionará maior visibilidade nos cenários nacional e internacional, facilitando o recebimento de verbas e doações institucionais.

“Representa também o reconhecimento pelo trabalho realizado por professores, alunos e servidores ao longo dos 65 anos de existência do Departamento de Botânica, desde sua criação junto a FCMBB (Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu), na coleta, caracterização e conservação do germoplasma vegetal do país e do continente”, comenta a docente.

O alcance dessa meta soma-se a outros objetivos atingidos como o cadastramento do Herbário junto ao Index Herbariorum e ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT), dentro do Projeto “Herbário Virtual das Plantas e Fungos”.

A diretora do IB, Maria Dalva Cesario, também mencionou a relevância do credenciamento recente obtido pelo Herbário BOTU. "A importância é grande, pois agora este Herbário passa a ser referência para que pesquisadores depositem material, além de o usarem para classificação das plantas".

A professora Silvia ressalta que os herbários desempenham papel importante na preservação e disseminação de acervos vegetais. “Os acervos botânicos preservados em herbários são de inestimável importância para todo e qualquer trabalho de pesquisa relacionado a aspectos da diversidade, estrutura, classificação e distribuição de organismos vegetais. São de fundamental importância como fontes de informação para a identificação e classificação da diversidade vegetal. Permitem avaliações dos recursos naturais, apoiam a gestão sustentável e medidas de conservação em políticas públicas”

A curadora do Herbário BOTU, Ana Paula Fortuna Perez, também professora do Departamento de Botânica do IB, salienta a formação de recursos humanos na área da taxonomia, assim como a capacitação de pesquisadores que atuam na coleta, manejo de coleções botânicas, caracterização de recursos genéticos e conservação da biodiversidade e que é proporcionada pelo Herbário e as dissertações e teses produzidas pelos pós-graduandos.

As docentes Silvia e Ana Paula, destacam ainda que o Herbário BOTU assinou, no último mês de maio, um acordo para transferência de material botânico com o Smithsonian Institution (SI), em Washington, nos Estados Unidos, possibilitando o intercâmbio de amostras botânicas entre as duas instituições

Também de acordo com a coordenação científica do Herbário BOTU, desde 2010, têm sido realizados trabalhos de melhoria e adequação que atendam as diretrizes e estratégias para a modernização de coleções biológicas brasileiras e a consolidação de sistemas de informação sobre biodiversidade, além de captação de recursos financeiros  junto ao Instituto de Biociências, Reitoria da Unesp e às agências de fomento Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

“Implementamos todo o serviço de secretaria e logística com o auxílio de estudantes voluntários, bolsistas da Proex (Pró-Reitoria de Extensão Universitária) e, especialmente de duas biólogas, com formação especializada em curadoria de herbário: Suzana Bissacot Barbosa e Maria Estela Silveira Paschoal”, relata a professora Silvia ao mencionar atividades executadas nos últimos cionco anos.”Desde então, recebemos diversos estudantes e professores visitantes desta e de outras instituições de ensino e pesquisa do país e do exterior, realizamos cursos de formação em técnicas de herbário em parceria com o Royal Botanic Gardens (Kew, UK), além de atender a demanda dos projetos de pesquisa de estudantes de graduação e pós-graduação. Em termos de infraestrutura, atualmente este Herbário é um dos mais bem equipados do Estado de São Paulo”, complementa a coordenadora científica.

Sobre o Herbário Irina Delanova Gemtchüjnicov (BOTU)

O atual prédio do Herbário BOTU, possui área de 435 m2 e foi construído, em 2000, com recursos financeiros da Reitoria da Unesp e da Fapesp meio do edital Infraestrutura.

A sua denominação foi uma homenagem à botânica Irina Delanova Gemtchüjnicov, responsável por estruturar o Departamento de Botânica e pela criação do Horto Didático. Como infraestrutura física, além da ampla sala que abriga o acervo climatizado, ele possui Curadoria, Secretaria, laboratórios para preparo e secagem de materiais, salas de estudos, anfiteatros interno e externo (ao ar livre).

Atualmente é referência para a conservação de recursos genéticos, principalmente do cerrado e conta com um acervo de aproximadamente 40 mil exsicatas (amostras de germoplasma secas e catalogadas utilizadas como documento de identidade vegetal); cerca de 150 amostras de fungos liquenizados; 150 amostras na carpoteca (coleção equivalente a uma biblioteca de frutos) e uma importante coleção de typus (primeiro exemplar encontrado de uma determinada espécie que se torna referência para novas identificações), especialmente da família Erythroxylaceae (família da coca)

Entre as coleções se destacam a Porto Primavera, composta por amostras de acesso de germoplasma – material testemunha coletado para pesquisa em áreas de construção de reservatórios de hidrelétricas contendo espécies raras ou pouco representadas); da Floresta Amazônica - Humaitá; e ornamentais e medicinais do Cerrado, todas relevantes para a condução de ações de conservação e uso racional das espécies.

Os dados do acervo estão inseridos no Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA) que permite consultas aos dados de forma geo-referenciada, com informação espacial na forma de mapas temáticos diversos, disponível no endereço eletrônico: http://www.splink.cria.org.br.

Em 19 de maio de 2015, a coleção do Herbário BOTU também foi registrada e já está disponível no Global Biodiversity Information Facility (GBIF) e no portal do Sistema de Informação sobre Biodiversidade Brasileira (SiBBr).

Além das docentes Silvia e Ana Paula, também  integram a equipe do Herbário Irina Delanova Gemtchüjnicov (BOTU), os servidores técnico-administrativos  Henrique Borgatto Dias, Hildebrando Luis da Silva e Leonice Aparecida Garcia.

Instituto de Biociências

Portal Unesp