Notícia

A Crítica (AM)

Hackers brasileiros envolvidos

Publicado em 04 julho 2003

SÃO PAULO (AE) - Brasileiros podem estar por trás da organização de um concurso de hackers, programado para ocorrer domingo na internet. Trata-se de uma prova para promover milhares de pichações em sites. Ganha quem fizer mais ataques. A noticia parece surreal, um boato, mas está sendo propagandeada até pelo governo americano. A suspeita da participação de grupos nacionais é levantada por um especialista brasileiro da International Security Systems (ISS). As regras do concurso foram publicadas em inglês tosco e em português. "A página estava melhor escrita em português do que em inglês", informou Marcelo Bezerra, da ISS no Brasil. Os organizadores anônimos do "Defacers Challenge" (Desafio dos Pichadores) afirmam que o objetivo de cada um será atacar 6 mil sites durante seis horas. Como numa pichação de muro, basta deixar um registro, uma frase ou um desenho qualquer na página invadida. Diariamente, centenas de sites são atacados. Em www.zone.h.org, é possível ver invasões recentes. Ontem, por exemplo, até uma página da Fapesp havia sido pichada. Especialistas adiantam que sites seguros, como de bancos e empresas com sistema de proteção, não devem ser atingidos. Hackers não perderiam tempo neles, afinal a regra é pichar o maior número de endereços no menor tempo possível. Os usuários comuns também não devem ser afetados o ataque, se ocorrer, será sobre páginas, não e-mails. Quem possui sites, como empresas que vendem produtos pela internet, devem checar se os seus sistemas de segurança estão funcionando bem.