Notícia

SnifBrasil

GSK e Fapesp criam Centro de Excelência em Pesquisa Básica

Publicado em 24 junho 2014

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a GlaxoSmithKline Brasil (GSK) anunciaram acordo de cooperação para a criação de um Centro de Excelência em Pesquisa Básica Orientada no Brasil.

 

Com investimentos compartilhados de US$ 1,5 milhão por ano, por dez anos, o Centro terá por objetivo estimular o avanço da pesquisa básica e o potencial desenvolvimento de fármacos que possam responder a necessidades médicas não atendidas.

 

Localizado no Estado de São Paulo, o Centro vai desenvolver pesquisa de nível internacional, cuja aplicação será feita a partir do Brasil. Serão aplicados recursos para o desenvolvimento de pesquisas nas áreas de doenças respiratórias, doenças metabólicas, imunologia-inflamação e antibacterianos-antivirais.

 

Durante a assinatura do acordo, na sede da Fundação, também foi divulgada uma Chamada de Propostas, dirigida a pesquisadores em universidades e instituições de pesquisa localizadas no Estado de São Paulo, que terão seus projetos de pesquisa avaliados em conjunto pela Fapesp e GSK.

 

Os interessados terão prazo até 26/09/2014 para apresentar suas propostas de constituição do Centro de Excelência em Pesquisa Básica Orientada. As propostas deverão incluir um programa de Educação e Difusão do Conhecimento e de Transferência de Tecnologia.

 

O resultado da Chamada de Propostas de Pesquisa está previsto para 27/02/2015. A estimativa é de que o Centro comece a operar em 2015.

 

Pesquisa e inovação

 

O Centro de Excelência em Pesquisa Básica reforça a parceria entre o laboratório farmacêutico britânico e a Fapesp. Em outubro de 2013, ambas as instituições anunciaram a criação de um Centro de Excelência em Química Sustentável, voltado para a pesquisa de novos compostos e processos para o desenvolvimento de produtos químicos sustentáveis utilizados no desenvolvimento de novos medicamentos. A primeira chamada de propostas, finalizada em fevereiro de 2014, tem previsão de divulgação de resultados em 22 de agosto de 2014.

 

De acordo com Cesar Rengifo, presidente da GSK Brasil, o Brasil foi escolhido pela empresa para sediar este Centro de Excelência em Pesquisa Básica porque o país é um vasto campo de oportunidades nesta área. “Buscamos diversificar e descentralizar nossas fontes de pesquisa para novas descobertas e, assim, permitir o aumento do acesso aos medicamentos pela população”, declarou.

 

Para Celso Lafer, o modelo do Centro vai possibilitar um planejamento de longo prazo tanto para a produção quanto para a aplicação do conhecimento. “O Centro de Excelência em Pesquisa Básica vai possibilitar estudos conjuntos em temas de extrema importância para a saúde, seguindo o mesmo modelo do Programa CEPID, da Fapesp. Isso vai possibilitar gerar conhecimento de forma compartilhada, por um período de dez anos, em áreas de interesse comum entre as instituições envolvidas e com resultados potenciais para aplicação”, disse.

 

Saúde Web