Notícia

BOL

Grupo traça perfil genético do povoamento das Américas

Publicado em 12 julho 2012

Da Folha Online

O mais detalhado retrato da diversidade genética dos indígenas americanos até agora sugere que três migrações distintas foram responsáveis por povoar as Américas antes de Colombo.

A pesquisa que aponta nessa direção está na prestigiosa revista científica "Nature" e teve colaboração de quatro brasileiros, entre eles Tábita Hünemeier e Maria Cátira Bortolini, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Os cientistas analisaram quase 400 mil variantes de uma única "letra" química do DNA, a partir de amostras do genoma de 52 povos nativos, entre eles caingangues e suruís do Brasil, por exemplo.

A comparação dessas variantes nos indígenas com as versões de outros povos do mundo permitiu mostrar que, conforme o esperado, a maior parte do genoma dos nativos das Américas foi legado por imigrantes vindos da Sibéria, há pelo menos 15 mil anos.

No entanto, os esquimós e outros povos do Ártico parecem ter herdado cerca de 50% de seu DNA de outra onda, mais recente, vinda da Ásia. E um povo canadense, os chipewyan, derivam 10% de seu genoma de uma terceira onda, estimam os cientistas.

Em entrevista à revista "Pesquisa Fapesp", Tábita disse que os dados deverão inspirar estudos sobre o povoamento da Amazônia, por exemplo.