Notícia

UFSCar -Universidade Federal de São Carlos

Grupo da UFSCar elabora manual sobre nutrição enteral domiciliar

Publicado em 04 agosto 2020

Auxiliar o preparo e manejo da nutrição enteral em domicílio. Este é o objetivo do " Manual de orientações para uso de nutrição enteral domiciliar para adultos", elaborado pela professora Fernanda Berchelli Girão Miranda, do Departamento de Enfermagem (DEnf) da UFSCar, e pela graduanda em Enfermagem Maria Gabriela Afonso, com apoio da equipe multiprofissional do Grupo de Orientação em Terapia Nutricional Enteral (GOTNE) do Hospital Universitário (HU-UFSCar/Ebserh).

A nutrição enteral é a oferta de alimentação líquida por sonda ligada diretamente ao estômago ou duodeno do paciente, em casos que ele não consegue ou não deve se alimentar pela boca. O manejo da dieta enteral em casa não costuma ser fácil, daí a necessidade de orientações específicas e de cuidados especiais.

O GOTNE foi criado em 2016 no HU da UFSCar, justamente, para que os profissionais do Hospital pudessem apresentar as melhores práticas de cuidado relacionadas à Terapia Nutricional Enteral Domiciliar, tanto para familiares quanto para cuidadores.

A partir da experiência do GOTNE e dos relatos dos cuidadores que integram o grupo, um projeto de Iniciação Científica foi proposto pela estudante Maria Gabriela Afonso, sob orientação da docente Fernanda Miranda. Nesse contexto, em parceria com a equipe do HU, foi elaborado o manual, com validação por profissionais das áreas de Enfermagem, Nutrição, Farmácia e Fonoaudiologia.

O manual apresenta diferentes versões de nutrição enteral com base na prescrição calórica de cada paciente - 1200, 1500, 1800, 2000 ou 2200 Kcal e, para diabéticos, 1200, 1500, 1800 ou 2000 Kcal. Além disso, há instruções para higienização e administração da dieta e de água, receitas e modos de preparo, dentre outras orientações. O material já está disponível e será entregue aos cuidadores de pacientes internados nas enfermarias e no Pronto Atendimento (PA) do HU, ou que participarem do GOTNE, provenientes da rede municipal de saúde de São Carlos e de outras instituições de saúde.

O material integra os resultados do projeto de Iniciação Científica da estudante, que foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Para a orientadora, o manual é importante porque propõe estratégias multiprofissionais de ensino-aprendizagem, a fim de promover uma melhor qualidade na educação em saúde, considerando a relevância da participação do cuidador no processo saúde-doença.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
G1 RedePRESS Central das Notícias Indiaroba Web Perder Barriga de Vez