Notícia

Gazeta Mercantil

Grandes contratos antes de deixar a incubadora

Publicado em 11 julho 2001

Por Selma Rocha - São José dos Campos
A NavCon Navegação e Controle está incubada, há dois anos, na Universidade do Vale do Paraíba (Univap), em São José dos Campos (SP), mas já desenvolve projetos de peso, para empresas e instituições de pesquisa como a Petrobrás, o Centro Técnico Aeroespacial (CTA) e a Agência Espacial Brasileira. A empresa atua nas áreas de automação industrial e laboratorial, aeroespacial e de navegação e controle. Iniciou atividades em 1998, com engenheiros que tiveram atuação pioneira no desenvolvimento de sistemas inerciais no Brasil, desde a década de 70. O grupo atuou também na área de controle e guiagem de veículos e de eletrônica e instrumentação. Marinha - O primeiro contrato da NavCon, no valor de R$ 400 mil, foi firmado há um ano e meio com a Marinha do Brasil, para a criação de projeto e desenvolvimento de um sistema de navegação inércia! com auxílio por GPS — sigla para Sistema de Processamento Global. Recentemente, a NavCon fechou contrato com a Petrobrás, para desenvolver um sistema de aquisição de dados e reconstituição de trajetória para estacas de fixação de plataformas de petróleo. A empresa também tem um contrato para desenvolver um sistema modular de integração de sensores de altitude, em convênio com o Programa Uniespaço, da Agência Espacial Brasileira. O trabalho é feito em parceria com a Univap. "Trata-se de um software com informações sobre os tipos de sensores para determinar atitudes e otimizar o satélite", diz o engenheiro Cláudio Pires, diretor da NavCon. Aviões - Para o CTA, a empresa desenvolve um sistema de controle de operação e aquisição de dados para túnel aerodinâmico transônico (que tem velocidade vizinha a do som). O túnel de vento, como é chamado no CTA, é utilizado para testes de aviões. A NavCon fechou ainda dois contratos com a Fapesp, no valor de R$ 300 mil, para desenvolver um sistema de determinação de altitude e de navegação inercial/GPS e um receptor GPS pura aplicações espaciais. Pires atribui parte do bom desempenho da empresa à localização estratégica. "São José dos Campos é um pólo tecnológico que oferece capacitação em áreas de tecnologia de aplicação aeroespacial e industrial, em particular em eletrônica e telecomunicações", diz. Atualmente, a NavCon aguarda a conclusão do Parque Tecnológico da Univap para ampliar suas instalações.