Notícia

Correio Popular

Governo vai investir R$ 136,9 mil na Embraer

Publicado em 29 junho 2000

SÃO PAULO - O governo do Estado vai investir R$ 136,9 milhões para manter a Embraer e o pólo aeroespacial na cidade de Gavião Peixoto (118 km de Ribeirão Preto). Além da fábrica de aviões, mais 14 fornecedoras também foram convidadas para se instalar na região. O anúncio da nova fábrica foi feito ontem pelo governador Mário Covas (PSDB) em solenidade realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Além dos US$ 60 milhões (R$ 109,2 milhões) que serão usados pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) para financiar projetos de pesquisa e do terreno de 600 alqueires que será doado à Embraer, o governo paulista vai gastar ainda mais R$ 27,7 milhões apenas em infra-estrutura. A fábrica de aviões também vai investir outros US$ 60 milhões em pesquisas, além de US$ 150 milhões para erguer a unidade. Segundo Covas, a região vai ter um enorme afluxo de empresas, o que justifica o investimento. "Não demos nenhuma vantagem para a Embraer, mas se fosse preciso, eu daria, disse o governador durante a solenidade. O presidente da Embraer, Maurício Botelho, disse que a nova fábrica vai gerar 3.000 novos empregos ao longo de cinco anos. Além disso, as 14 fornecedoras devem empregar mais 1.500. Ele garantiu também que os empregos gerados pela Embraer em São José dos Campos, onde está instalada a matriz da fábrica de aviões. serão ampliados. Atualmente, a Embraer tem no local 8.300 empregados. Ao longo de cinco anos, esse número deve subir para 12 mil, segundo ele. Na fábrica de Gavião Peixoto, que começará a funcionar no final do próximo ano, serão feitos testes de aeronaves e a complementação dos aviões militares produzidos em São José.