Notícia

ComputerWorld online

Governo movimenta R$ 84 mi via web em março

Publicado em 04 maio 2005

O setor público brasileiro movimentou, no mês de março, 84,3 milhões de reais em compras públicas realizadas via internet. A informação é do projeto e-Licitações, índice mensal desenvolvido por Florencia Ferrer Pesquisa & Consultoria, em parceria com o Núcleo de Estudos e Desenvolvimento em Governo Eletrônico (Ned-Gov/FUNDAP-FAPESP) e divulgado em conjunto com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net).
Segundo a Camara-e.net, o volume de transações cresceu cerca de 25% sobre os resultados de fevereiro, cuja movimentação foi de 64,83 milhões de reais. As compras pela internet representaram 1,8% do valor total comprado em bens e serviços pelos governos federal, estadual e municipal em março.
Em 2004, o índice e-Licitações apurou que o valor comprado via Internet pelo setor público foi de R$ 1,3 bilhões, o que representa 1,2% do montante total de produtos e serviços adquiridos no ano.
Para o diretor de operações da Consultoria, Cristian Lima, apesar do índice seguir o mesmo patamar de 2004, há uma grande expectativa pelo aumento do volume das transações online. Entre as razões estão a previsão de aumento de 150% no site de licitações do Banco do Brasil, uma maior utilização do pregão eletrônico no Comprasnet do governo federal e o lançamento efetivo no Estado de São Paulo do Pregão Eletrônico.
O índice e-Licitações apura a soma do valor negociado através de licitações que têm todas as suas etapas da compra executadas via internet: publicação de editais, convites a participantes e execução dos lances.
Desenvolvido desde março de 2004, o índice leva em consideração uma amostra formada por Pregões Eletrônicos realizados nos sites Comprasnet e Licitanet (Governo de Minas Gerais), BEC no Estado de São Paulo, Pregões Eletrônicos realizados por órgãos de administração direta e indireta, através do Licitações-e do Banco do Brasil, site ComprasRS, no Rio Grande do Sul, Compras eletrônicas das cidades de São Bernardo do Campo - SP, Jundiaí - SP, Itajaí - SC e Florianópolis - SC.
Essa amostra representa, respectivamente, 100% do universo de compras eletrônicas no nível federal, 50% estadual e 60% municipal. Estimativas da Camara-e.net apontam que, atualmente, mais de 80 mil empresas já participam de processos dessa natureza, em marketplaces públicos e privados.