Notícia

JC e-mail

Governo inicia a implantação da Rede Brasileira de Pesquisa do Genoma do Eucalyptus

Publicado em 21 fevereiro 2002

O projeto é definido como a maior e mais completa rede de experimento florestal do mundo O presidente FHC e o ministro da C&T, Ronaldo Sardenberg, anunciam nesta quarta-feira, no Palácio do Planalto, às 15h, a implantação da Rede Brasileira de Pesquisa do Genoma do Eucalyptus - a maior e mais complexa rede de experimento florestal do mundo. Batizada de Projeto Genolyptus, a rede reúne 12 empresas, sete Universidades e a Embrapa. Rompendo pela primeira vez a fronteira acadêmica da pesquisa genômica no Brasil, o projeto vai muito além do seqüenciamento do genoma do eucalipto. A rede vai a campo pesquisar em plantações espalhadas por todo o território nacional, as melhores formas de aumentar a produção, reduzir a poluição e de criar plantas que atendam as exigências do mercado internacional, no qual o Brasil já é líder em papel e celulose. Viabilizado pelo Fundo Verde Amarelo, do Ministério da C&T, com participação de 30% do setor privado, o projeto vai custar cerca de R$ 12 milhões, na primeira etapa, que terá duração de cinco anos. A previsão dos cientistas é de que já nos primeiros dois anos o Projeto Genolyptus tenha forte impacto sobre o setor. Os estudos a partir do crescimento das primeiras mudas de eucalipto que começam a ser plantadas pela Rede, devem gerar a curto prazo novas patentes para as indústrias envolvidas no trabalho, além de novos modelos de cultivo e beneficiamento da planta capazes de alavancar a qualidade e a produtividade do setor no Brasil. JC e-mail