Notícia

IDG Now!

Governo de São Paulo propõe parque tecnológico em sete cidades do EstadoPor

Publicado em 11 dezembro 2007

Por Redação do IDG Now!*

São Paulo - Sistema de Parques Tecnológicos procurará fomentar pesquisa de alta qualidade e já tem nome das 7 primeiras cidades fechados.

A Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, em parceria com a FAPESP, apresentou nesta segunda-feira (10/12) durante o 7º Seminário Paulista de Parques Tecnológicos proposta para implementar o parque tecnológico paulista em seis cidades do interior do Estado mais a capital.

Iniciada em 2005, a elaboração do relatório final do Sistema de Parques Tecnológicos do Estado de São Paulo contou com representantes de Governo, academia e iniciativa privada e propõe a implementação nas cidades de São Paulo, Campinas, São José dos Campos, Piracicaba, São Carlos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.

"A distribuição dessas cidades corresponde à distribuição de concentração da maioria das empresas industriais e também da capacidade de gerar conhecimento e recursos humanos altamente qualificados no Estado", explicou João Steiner, diretor do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo.

"Nossa capacidade de transformar conhecimento em riqueza, em especial por meio de inovação tecnológica, está defasada. Isso porque, de cada quatro pesquisadores, três estão na universidade e um na empresa. Ainda que produza cerca de 2% do conhecimento científico mundial, o Brasil responde apenas por 0,2% das patentes depositadas no mundo", destacou ainda.

A missão dos Parques Tecnológicos é criar um ambiente pesquisas e desenvolvimentos de alta qualidade capazes de atrair novas empresas, introduzir novas tecnologias no mercado e fomentar a capacitação tecnológica em setores-chave para o desenvolvimento nacional.

São José dos Campos e São Carlos são os que estão em estágio mais avançado por conta dos núcleos de seus parques tecnológicos instalados. No primeiro, instituições como a Embraer e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) realizam pesquisas conjuntas.

O segundo município está vinculado às empresas incubadas na Fundação Parque de Alta Tecnologia São Carlos (ParqTec). Os outros núcleos estão em fase de implementação e ainda não têm data prevista para inauguração.

A apresentação do projeto, no entanto, não implicou em datas para que o parque tecnológico seja implementado.