Notícia

Agência C&T (MCTI)

Governador participa da abertura da Couromoda 2008

Publicado em 14 janeiro 2008

O governador José Serra participou no final da manhã desta segunda-feira, 14, da abertura da 35ª edição da Couromoda (Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro), no Parque Anhembi, zona norte da Capital. "Entra ano, sai ano e a Couromoda está sempre na moda. Ela está sempre crescendo, se renovando e divulgando novas tecnologias, que decorrem da força industrial do país, do estado de São Paulo e de outros grandes pólos", disse o governador José Serra durante o evento.

Em seu discurso, Serra lembrou que o setor coureiro-calçadista contribuiu ano passado com R$ 50 bilhões para o PIB brasileiro e com mais R$ 5 bilhões nas exportações. O setor responde por um milhão de empregos diretos e indiretos no país (600 mil na indústria e 400 mil no varejo). O público estimado da Couromodas 2008 é de 70 mil pessoas.

"Aqui em São Paulo não poupamos esforços para impulsionar ainda mais o setor. Não aumentamos impostos, pelo contrário. A alíquota do ICMS foi reduzida de 18% para 12%", lembrou Serra.

Financiamento

O governador afirmou que no início deste mês foi encaminhado ao Senado Federal um pedido de autorização para a contratação de crédito externo com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Trata-se de um financiamento para fortalecimento da competitividade das empresas paulistas. "É uma das reivindicações mais fortes do setor nos municípios de Franca e Jaú", lembrou Serra.

Na região de Franca está em fase de implantação um projeto de promoção internacional do pólo calçadista. "A iniciativa tem por objetivo potencializar as empresas para a exportação e definir uma identidade internacional para o pólo de Franca, além de criar um entreposto de calçados em Dubai, nos Emirados Árabes", explicou Serra.

Outra iniciativa de apoio ao setor lembrada pelo governador é o Projeto Prumo, voltado ao atendimento tecnológico às micro e pequenas empresas, numa parceria entre o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e a FAPESP. "Isso sem contar nas ações do Centro Paula Souza, que oferece o curso de tecnologia de nível médio e superior especificamente na área de calçados", finalizou Serra.