Notícia

Olhão Online

Governador Geraldo Alckmin investe R$ 182,6 milhões na Fapesp

Publicado em 23 maio 2011

Por Luiz Roiz

Ao participar do início das comemorações dos 50 anos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), hoje, o governador Geraldo Alckmin anunciou investimentos de R$ 182,6 milhões em duas modalidades do Programa de Apoio à Infraestrutura de Pesquisa - Equipamentos Multiusuários e Museus, Centros Depositários de Informações e Documentos e de Coleções Biológicas. Outros R$ 45 milhões anuais serão destinados pela Fundação para apoio à criação de novos centros de pesquisa de classe mundial no Programa Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid).

Participaram da cerimônia na capital o presidente da Fapesp, Celso Lafer, o diretor-científico da entidade, Carlos Henrique de Brito Cruz e Hélio Bicudo, então chefe da Casa Civil do governo Carvalho Pinto e coordenador do grupo que articulou a promulgação da lei que criou a Fundação.

Serão destinados R$ 159 milhões para compra de 255 equipamentos científicos proposta em 118 projetos aprovados no Programa Equipamentos Multiusuários. Um dos objetivos da Chamada divulgada em 2009 foi equiparar os laboratórios de instituições de pesquisa do Estado aos mais modernos do mundo.

O Programa de Apoio à Infraestrutura de Museus, Centros Depositários de Informações e Documentos e de Coleções Biológicas terá investimentos de R$ 23,5 milhões para desenvolvimento e implantação de 40 projetos selecionados, que propõem concepções inovadoras de armazenamento, organização e disponibilização de acervos. Também foi divulgada a abertura do segundo edital do Programa Cepid, para seleção de até 15 propostas para a criação de Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão. Esses Centros têm enfoque multidisciplinar sobre diferentes áreas do conhecimento e seu objetivo é desenvolver pesquisa fundamental, pesquisa orientada para a transferência de tecnologias e atividades de educação e difusão do conhecimento.

Para o coordenador do núcleo do Parque Tecnológico Guarulhos, Devanildo Damião, a Fapesp é uma instituição modelar. "A Fapesp apoia projetos, não instituições. Mesmo assim, desempenha papel relevante, especialmente dando suporte a empresas da Incubadora, gerida pela Agende (Agência de Desenvolvimento e Inovação de Guarulhos). Certamente terá um papel importante no futuro Parque Tecnológico", disse.