Notícia

Investe São Paulo

Governador e delegação de Massachusetts estão em São Paulo para aumentar cooperação entre os estados

Publicado em 07 dezembro 2011

Objetivo da visita é estreitar o relacionamento entre empresas e instituições de ensino e pesquisa; Alckmin recebeu delegação na manhã desta quarta e gerente da Investe SP participa de evento à tarde

O governador de Massachusetts (Estados Unidos), Deval Patrick, e uma delegação de cerca de 50 empresários, membros da academia e do governo do estado norte-americano estão em São Paulo participando de uma série de eventos com o objetivo de aumentar o intercâmbio entre empresas e instituições norte-americanas e brasileiras.

Na manhã desta quarta-feira, o governador Geraldo Alckmin recebeu o governador de Massachusetts e ressaltou as possibilidades de investimentos nas áreas de energias limpas, biotecnologia e tecnologia da informação.

Na pauta da reunião estava também o programa "Top USA-Massachusetts", que tem como objetivo promover a troca de conhecimentos entre professores e pesquisadores norte-americanos e brasileiros.

Nesta edição, haverá intercâmbio entre sete instituições brasileiras (USP, Unesp, UFMG, UFPE, UFRGS, UFRJ e a Unicamp, que será a coordenadora do Programa) e seis universidades norte-americanas do Estado de Massachusetts (MIT, Harvard, Brown, North Eastern, University of Boston e a University of Massachusetts at Boston).

Eles também trocaram informações sobre o modelo do sistema público de educação nos dois estados. O secretario de Educação do Estado norte-americano, Paulo Reville, e o governador Patrick apresentaram a inovação do modelo de escolas, criado em 2010. Alckmin, por sua vez, citou o recém-lançado Compromisso de São Paulo pela Educação. Um intercâmbio sobre as melhores práticas foi firmado durante a reunião. O encontro terminou com uma breve discussão sobre a crise econômica mundial.

À tarde, o gerente de Prospecção de Negócios da Investe São Paulo, Renato de Barros, participa do evento "Massachusetts Brazil Innovation - Economy Mission 2011", que acontece na sede do Banco Santander, em São Paulo. O governador e a delegação de Massachusetts participarão do evento juntamente com cerca de 300 empresas e instituições brasileiras. Os participantes se dividirão em quatro grupos de discussão setoriais que abordarão as oportunidades de intercâmbio nas áreas de tecnologia da informação, ciências da vida, tecnologias limpas e serviços financeiros.

Visita à Fapesp

Na terça-feira, 6 de novembro, o governador de Massachusetts e sua delegação visitaram a sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Patrick foi recebido pelo presidente da Fapesp, Celso Lafer, e pelo diretor científico da Fundação, Carlos Henrique de Brito Cruz.

Durante o encontro, Brito Cruz apresentou aos norte-americanos uma palestra sobre o funcionamento da Fapesp e seu papel no cenário científico brasileiro. Segundo Patrick, a visita ao Brasil teve o objetivo de prospectar parcerias entre os estados de Massachusetts e São Paulo, em especial nas áreas de negócios ligados a tecnologia e inovação. "Nossa estratégia para aumentar o número de empregos em Massachusetts está completamente fundamentada na inovação", disse.

De acordo com o governador, a alta capacidade de produção acadêmica do estado está associada à opção pela inovação como estratégia. "Tiramos vantagem da quantidade incomum de universidades, faculdades, instituições de pesquisa e hospitais universitários existentes em Massachusetts e, a partir desse contexto, concentramos nossa atenção nas indústrias que dependem do poder dos cérebros", afirmou.

O incentivo às empresas inovadoras em Massachusetts, segundo Patrick, concentra-se em áreas como ciências da vida, biotecnologia, alternativas de energia renovável e tecnologias aplicadas a negócios e aos serviços financeiros.

"Em razão do nosso esforço de dedicar investimentos, tempo e trabalho a indústrias, temos conseguido criar mais empregos que em qualquer outro estado norte-americano", disse. Esse esforço, no entanto, não se limita apenas ao território de Massachusetts.

"Fazemos isso olhando sempre para fora. Queremos criar parcerias com outros estados e países. Fazemos essa prospecção buscando parceiros que tenham um tipo semelhante de agenda. No Brasil, como estamos interessados em ciência, tecnologia e inovação, não poderíamos deixar de conhecer a Fapesp e entrar em contato com as melhores práticas brasileiras nessa área", destacou.

A visita, segundo Patrick, teve resultados promissores. "Temos várias empresas que fazem negócios no Brasil, especialmente em São Paulo. Para nós, é fundamental conhecer o funcionamento da Fapesp, principalmente para aprender como o Estado de São Paulo apoia a pesquisa conjunta envolvendo indústrias e universidades", concluiu (com informações da Agência Fapesp).