Notícia

África 21 Digital (Angola)

Global Sustainable Bioenergy Project divulga resolução para África

Publicado em 23 março 2010

Brasília – A convenção africana do Global Sustainable Bioenergy Project (GSB), realizada em Stellenbosch, na África do Sul, de 17 a 19 de março, resultou na publicação de uma resolução. No texto, os especialistas presentes na reunião destacam o potencial do continente para a produção em bioenergia.

O documento destaca a necessidade de se desenvolver urgentemente “uma visão para a bioenergia na África” que leve em conta os desafios do continente, tais como pobreza, segurança alimentar, desenvolvimento econômico, saúde e segurança energética.

“À medida que o mundo considera caminhos para o futuro sustentável e o papel da bionergia nesse contexto, a África apresenta recursos importantes e quer ser um parceiro ativo nesse processo, mas, para isso, será preciso garantir que o desenvolvimento da bioenergia seja implementado de modo a responder a necessidades humanas críticas. Um mundo sustentável exige uma África sustentável”, destacou a resolução.

Nesta terça-feira, na sede da FAPESP, em São Paulo (Brasil), terá início a convenção latino-americana do projeto, reunindo alguns dos principais especialistas no mundo em bioenergia.

Tendo em vista viabilizar, no futuro, a produção de bioenergia sustentável em larga escala –definindo estratégias para implementação de políticas públicas –, o projeto GSB é composto, em sua primeira fase, por uma série de cinco convenções internacionais. Cada uma tem o objetivo de fornecer uma plataforma para oportunidades, desafios e preocupações regionais e transnacionais relacionados à bioenergia.

A convenção em São Paulo é a terceira. Em seguida, serão realizadas as últimas duas, na Universidade Tecnológica da Malásia, na cidade de Skudai, em junho, e na Universidade de Minneapolis, Estados Unidos, em setembro.

O evento é aberto e será em inglês, com tradução simultânea para o português. Mais informações sobre o evento e o projeto: www.fapesp.br/gsb.

da Redação com Agência Fapesp