Notícia

Planeta Universitário

Gilberto Câmara é novo diretor do Secretariado do Group on Earth Observations

Publicado em 19 dezembro 2017

Gilberto Câmara Neto, ex-diretor e atualmente pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e membro da coordenação do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais, foi indicado diretor do Secretariado do Group on Earth Observations ( GEO). Ele ocupará o cargo a partir de 1º de julho de 2018, sucedendo a Barbara Ryan, do United States Geological Survey.

O GEO, com sede em Genebra (Suíça), é uma rede global de organizações governamentais, instituições acadêmicas e de pesquisa e empresas, entre outros, com a missão de criar soluções inovadoras para gestão de informações e dados relacionados à observação da Terra.

“O GEO tem a missão de promover o compartilhamento aberto de dados e modelos que ajudem a cumprir as Metas de Desenvolvimento Sustentável da ONU, o Acordo de Paris sobre mudanças climáticas e o Marco de Sendai para redução de riscos de desastres naturais”, explicou Câmara à Agência FAPESP.

O pesquisador liderou as delegações brasileiras que ajudaram a criar o GEO e o Global Earth Observation System of Systems (GEOSS).

Câmara foi diretor-geral e atualmente é pesquisador na área de Geoinformática do Inpe, instituição onde trabalha desde 1980. Foi chefe da Divisão de Processamento de Imagens (1991-1996) e coordenador-geral da área de Observação da Terra (2001-2005). É reconhecido pela promoção de acesso gratuito e software de código aberto para dados de observação da Terra.

Câmara é copresidente do Belmont Forum, consórcio internacional de agências de financiamento de pesquisa global sobre mudanças ambientais. É membro sênior da Association for Computing Machinery (ACM), doutor honoris causa pela Universidade de Muenster (Alemanha) e cavaleiro da Ordem Nacional do Mérito da França. É membro da Ordem Nacional do Mérito Científico, concedido pelo governo brasileiro.

Recebeu o "Global Citizen Award" da Global Spatial Data Infrastructure Association em 2012 e o "Pecora Award", concedido pela agência espacial Nasa e pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Agência FAPESP