Notícia

Jornal Z Norte

Gestão Crespo realiza importantes ações na Saúde em 2018

Publicado em 02 janeiro 2019

O ano de 2018 foi marcado com muitos avanços na Saúde de Sorocaba. Desde que assumiu como prefeito de Sorocaba, José Crespo deixou declarado que a saúde seria prioridade em sua gestão. Inúmeras ações foram realizadas para promover saúde à população. Horários de atendimento ampliados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), número de consultas e exames aumentados, verba federal de R$ 8,1 milhões, menor índice de mortalidade infantil da história da cidade, redução na fila de espera para exames e cirurgias, inauguração da UBS Carandá, duas novas ambulâncias para o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), além de outras ações.

Em 2017, UBSs se encontravam funcionando das 7h às 17h, devido a essa problemática às pessoas que trabalham e necessitam do atendimento após esse horário, o prefeito José Crespo firmou seu compromisso de governo e iniciou um programa de ampliação dos horários de forma gradativa. Atualmente, 17 UBSs funcionam das 7h às 19h. A medida atende a solicitações dos munícipes de todas as regiões da cidade e continuará sendo feita de acordo com a organização de equipes nas UBSs.

Outra ação de grande importância da atual gestão foi a inauguração da UBS (Unidade Básica de Saúde) no dia 6 de abril de 2017, pelo prefeito de Sorocaba, José Crespo. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e oferece integralmente atendimentos médicos, odontológicos e de enfermagem, com ações de promoção à saúde e de prevenção nas áreas de saúde do adulto, da criança e da família. Com 1.068 metros quadrados de área construída, a unidade é uma das maiores da cidade e elevou a rede municipal de Atenção Básica para 32 UBSs. Além do Carandá, a UBS atende aos bairros Caguaçu e Altos do Ipanema.

O governo também preza pela boa estrutura predial das unidades. Pensando nisso, 14 UBSs passaram por reforma com o foco de oferecer melhor assistência aos usuários. Em parte dessas unidades os serviços incluíram melhorias importantes na estrutura e manutenção dos prédios, trabalhos que interferiram diretamente nas condições de saúde e na qualidade do atendimento à população em todas as regiões da cidade. Em geral, a relação dos serviços unidades incluiu revisões elétricas, hidráulicas e de telhado. Em algumas delas, o projeto visou adequação à acessibilidade, troca de vidros, pinturas, troca de calhas, substituição de caixas d´água, consertos de trincas, entre outros itens elencados de acordo com a necessidade de cada unidade. Na relação das obras estão a UBS Éden, UBS Lopes de Oliveira, UBS Wanel Ville, UBS Maria Eugênia, UBS Jardim Simus, UBS Nova Esperança, UBS Márcia Mendes, UBS Escola, UBS Maria do Carmo, UBS Laranjeiras, UBS Vila Barão, UBS Cerrado, UBS Vila Angélica e UBS Vitória Régia.

No mês de abril de 2018, a SES realizou o remanejamento de dois médicos que se encontravam atuando na parte administrativa da secretaria. Esses profissionais foram direcionados para duas Unidades Básicas de Saúde: Márcia Mendes e Éden. A UBS Márcia Mendes recebeu o reforço de um médico clínico geral e um dentista. Através dessa medida, a unidade teve uma ampliação de 240 consultas médicas e 80 consultas odontológicas por mês. Esta unidade é a terceira das 32 UBSs com maior população SUS dependente em Sorocaba, com cerca de 20 mil pessoas usuárias. Já a UBS Éden teve um aumento de 88 consultas médicas mensais.

De acordo com a secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, o objetivo foi gerar um aumento gradativo de consultas à população de Sorocaba. “Há pouco mais de um mês à frente dessa pasta, foi possível melhorar a Secretaria de Saúde de forma cautelosa. Essas primeiras mudanças demonstraram um sinal da futura reestruturação da saúde planejada pelo nosso prefeito José Crespo”, explicou a secretária.

Ainda em abril, a coordenação da Policlínica Municipal ampliou o número de vagas ofertadas para oito procedimentos de especialidades: otorrinolaringologia, vascular, neuro adulto e infantil, urologia, gastro, coloprocto e colposcopia. No total foram 124 vagas.

Ampliação no Gpaci

No dia 27 de abril, Dra. Marina esteve reunida com o grupo gestor do Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil) para renovar o contrato entre a Prefeitura de Sorocaba e o hospital. Com a renovação, a atual gestão aumentou para 57.924 procedimentos ao ano que estão sendo oferecidos à população SUS dependente. O contrato anterior oferecia 15.960 procedimentos, ou seja, houve um aumento de 41.964 procedimentos entre exames, consultas, cirurgias e leitos de UTI pediátrica, clínico, cirúrgico e observação. “É uma estrutura e gestão que encanta. Conseguimos mais uma conquista em prol da população e espero realizar outras futuras parcerias com o Gpaci”, afirmou a titular da pasta.

Ampliação na Apae

No dia 11 de maio, um novo contrato entre a Prefeitura de Sorocaba e a Apae (Associação Pais e Amigos dos Excepcionais de Sorocaba) foi assinado beneficiando 170 crianças que obtiveram o direito ao Serviço Especializado de Habilitação e Reabilitação para pessoas com Deficiência Intelectual e Física, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O contrato que preconizava atendimento a 120 crianças foi rescindido e um novo termo foi assinado para assistir um total de 170 pacientes, ou seja, 50 assistidos a mais.

Melhorias na Policlínica

A primeira novidade apresentada foi a aquisição de uma autoclave, aparelho este utilizado para esterilizar materiais da área de saúde através do calor úmido sob pressão. Segundo o coordenador, Dr. Paulo Gurres, a Policlínica nunca teve esse equipamento desde a fundação e, recentemente, era necessário transportar os materiais até a UPH Zona Oeste para fazer a esterilização.

Gurres também destacou o conserto da endoscopia da unidade e a reabertura de agendas para o procedimento. Outra situação encontrada ao assumir como coordenador, foi perceber que as especialidades de neurologia e ortopedia gastavam muito tempo preenchendo atestados para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) prejudicando o tempo para atender pacientes. Desta forma, essa atribuição foi passada para o setor administrativo, sendo possível ampliar 100 consultas por mês a mais para ortopedia e 170 a mais para neurologia.

Para o coordenador, a experiência de fazer gestão na Policlínica está sendo recompensadora. “Agradeço pela confiança que a secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, depositou em mim para buscar o melhor para essa unidade. Hoje posso apresentar tudo de forma positiva”, explica.

Aumento da frota do Samu

O prefeito José Crespo conquistou mais duas novas ambulâncias para a frota do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em uma articulação junto ao então ministro da Saúde Ricardo Barros, quando ele esteve em Sorocaba no mês de março deste ano, que foram entregues para uso da população no dia 5 de julho.

Durante a visita do presidente da República, Michel Temer, para a entrega de 300 ambulâncias a 219 cidades, realizada em Sorocaba, o prefeito e o seu secretário de Saúde na época cobraram do ministro e do presidente as razões para que os sorocabanos não tivessem sido contemplados com veículos e houve então a promessa de uma entrega posterior, em julho, o que ocorre nesta quinta-feira.

As novas ambulâncias integram o programa de renovação de frota. Portanto, substituíram ambulâncias com mais de cinco anos de uso. Atualmente, Sorocaba conta com um total de 12 viaturas do Samu, sendo 6 unidades em uso e 6 como reserva técnica. Com essa renovação, os dois veículos mais velhos foram substituídos pelos novos e a reserva técnica foi aumentada com os dois veículos mais velhos.

De acordo com a secretária de Saúde, Dra Marina Elaine Pereira, a reserva técnica é o reforço e segurança para que a cidade não fique desassistida, caso os veículos atuantes precisem de manutenção.

José Crespo destaca que o pedido ao Ministério da Saúde vem sendo reforçado desde que assumiu sua gestão em 2017. “Este governo tem como principal objetivo a melhoria da saúde pública em Sorocaba. Eu pessoalmente solicitei ao presidente Temer essa atenção especial à doação desses dois veículos”, explica o prefeito.

Implantando oficialmente em Sorocaba no dia 19 de junho de 2007, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) realiza média de 1.500 atendimentos mensais.

Frota da Saúde recebeu mais 4 micro-ônibus

Mais uma boa notícia para os pacientes da rede municipal de saúde que fazem tratamento médico na capital e em outros municípios do interior paulista. O prefeito José Crespo, através de um trabalho empenhado da Secretaria da Saúde (SES) e da Secretaria de Licitações e Contratos (SELC), Sorocaba recebeu mais quatro ônibus para fazer esse trabalho. Os novos veículos geraram 96 novas vagas para esses pacientes, o que zera a fila de espera para esse tipo de demanda em Sorocaba.

“Esta é mais uma prova de que o empenho conjunto entre as secretarias e suas equipes pode fazer muito mais pela nossa cidade. Estamos muito felizes por mais esta conquista e seguimos trabalhando para melhorar cada vez mais o atendimento à saúde em Sorocaba”, comemora o prefeito José Crespo.

Apesar de ser conhecida como “Frota da Saúde”, o serviço passou recentemente à Divisão de Logística e Operação, gerida pela Secretaria de Licitações e Contratos (SELC). “É muito gratificante expandir o serviço à população e atuar de forma positiva com o sistema público de saúde em várias cidades da região”, diz o secretário Zuliani.

Atualmente, Sorocaba oferece 488 vagas diárias aos pacientes por meio de 29 veículos, entre coletivos, veículos leves, ambulâncias e esses novos 4 micro-ônibus. De acordo com a SELC, dois micro-ônibus ficarão fixos para atender pacientes que necessitam se deslocar até a cidade de São Paulo, o outro ficará encarregado de levar os usuários até Campinas, pois muitos sorocabanos são assistidos na Unicamp. Já o último coletivo atenderá pacientes da cidade de Sorocaba que são assistidos na região Bauru e Botucatu.

Entre os 1.000 pacientes cadastrados no serviço, 250 fazem tratamento de hemodiálise e mais 250 passam por radioterapia. Os demais pertencem a outras patologias. A rotina de cada paciente pode ser semanal, mensal ou trimestral.

Mais um CAPS para Sorocaba

Para fortalecer ainda mais a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), no dia 18 de maio, a Secretaria de Saúde (SES) inaugurou o 8º CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) na cidade. A unidade de categoria tipo III visa o atendimento de pessoas com sofrimento e/ou transtornos mentais graves e persistentes, além de proporcionar serviços de atenção contínua com funcionamento 24 horas, incluindo feriados e finais de semana. Este CAPS conta com equipe multiprofissional de três médicos psiquiatras, dois psicólogos, um assistente social, um terapeuta ocupacional, quatro enfermeiros, cinco técnicos de enfermagem, além das categorias administrativas, e atende cerca de 800 pessoas por mês.

Sorocaba tem o menor índice de mortalidade infantil de sua história

O indicador de mortalidade infantil do município de Sorocaba vem apresentando uma redução importante nos últimos anos. No ano de 2017, na gestão do prefeito José Crespo, a cidade atingiu o seu menor índice da história, 10,1 por mil nascidos vivos. A taxa da cidade também foi menor que a regional (11,6) e que a estadual (10,7). Além de atingir essa redução, Sorocaba está próximo de atingir o valor do indicador aceitável pela OMS (Organização Mundial de Saúde) – abaixo de 10 por mil nascidos vivos. Os dados foram divulgados pela Fundação SEADE, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de São Paulo.

A taxa de mortalidade infantil reflete a condição dos serviços de saúde, de moradia, nutrição, educação, fatores socioeconômicos, o que justifica a extrema importância do indicador na avaliação das condições de vida de uma população, podendo ter interferência de fatores biológicos, socioeconômicos e assistenciais.

Segundo a secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, o índice de mortalidade infantil em Sorocaba vem apresentando tendência de queda e em 2017, mudou definitivamente de patamar graças aos resultados de uma série de programas, ações e serviços específicos disponibilizados pelos setores público e privado de saúde, para o atendimento às mulheres desde o início da gravidez, bem como às crianças ao longo dos meses sequentes aos nascimentos.

Gestão Crespo conquista verba federal de R$ 8,1 milhões para a saúde de Sorocaba e mais 47 cidades

Após 10 anos sem a revisão para o aumento do Teto MAC (Teto Financeiro de Média e Alta Complexidade) para cardiologia e oncologia do DRS XVI (Departamento Regional de Saúde), que contempla 48 cidades, a gestão do prefeito José Crespo conquistou um repasse federal anual de R$ 8.196.959,23 para assistência dessas duas especialidades. Atualmente, o repasse anual é de R$ 16.066.233,84. A partir de 2019, a região contará com um total de R$ 24.263.193,07, ou seja, um aumento de 51%, o que ajudará no déficit do tratamento oncológico e na criação de 100 exames de cateterismo eletivos (casos que não possuem urgência) para os municípios.

Esse empenho foi resultado das investidas incansáveis da secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, que por cinco oportunidades reforçou esse pedido para o secretário do Estado de Saúde, Marco Antonio Zago, ao ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e também ao presidente da República, Michel Temer. E também graças ao aceite que a secretária conseguiu junto à região, além do importante apoio do Estado, que entendeu o compromisso do município em melhorar as outras especialidades que compõe o teto MAC.

Redução na fila de espera para mamografia em 74%

Ao assumir a Prefeitura de Sorocaba, o prefeito José Crespo se deparou com uma demanda reprimida grande para os exames de mamografia. A fila era de 1.899 mulheres. Após iniciativas de gestão com o objetivo de melhorar a saúde da cidade, foi possível reduzir essa fila para 481. Isso representa uma redução de 74%.

Fila zerada na santa casa por mais de 10 vezes

Durante mais de 10 momentos, a gestão atual do prefeito José Crespo zerou a fila de espera para internação na Santa Casa. O fato é inédito em todas as gestões que passaram pela cidade. A primeira vez ocorreu no dia 3 de julho de 2018, após a Secretaria da Saúde (SES) contratualizar mais 15 leitos para assistir à população. De acordo com a SES, essa fila de espera zerada é chamada de “retaguarda”, ou seja, leito de internação normal, não inclui casos de urgência e emergência e observação.

Fila zerada de urgência e emergência pela primeira vez

Outro fato histórico foi registrado no dia 31 de outubro. Durante mais de uma hora, a fila de internação para casos de urgência e emergência nos hospitais permaneceram zerados. Segundo a Regulação de Leitos do Município, as demandas são dinâmicas e essa situação pode se permanecer por algumas horas ou minutos.

Saúde reduz fila de espera para cirurgia de catarata em 81%

Em janeiro de 2017, a fila para a cirurgia de catarata era de 5.718 pessoas. Com a contratualização desse procedimento pelo município, foi possível reduzir essa fila para 1.067 pacientes. Isso representa uma redução de 81%.

Redução da fila de espera para biópsia de próstata em 58%

Outra grande demanda reprimida que o prefeito José Crespo encontrou logo que assumiu a prefeitura de Sorocaba foi para a realização da biópsia de próstata, exame crucial para diagnosticar o câncer. A fila era de 201 homens. Foi possível reduzir essa fila para 84 homens. Isso representa uma redução de 58%. Hoje, são ofertados 45 exames por mês, o que fará reduzir ainda mais a fila para esse procedimento, podendo ser possível zerar dependendo do fluxo de novas demandas.